quarta, 14 de novembro de 2018
Educação
Compartilhar:

Escolas em tempo integral beneficiam 4,6 mil crianças em João Pessoa

Redação com assessoria / 10 de setembro de 2016
Foto: Divulgação

O aprendizado da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e a leitura de livros de contos infantis são as atividades que a estudante Vitória Hellen Ferreira, de 10 anos, mais gosta de fazer no período da tarde, após as aulas. Ela é aluna da Escola Municipal Economista Celso Monteiro Furtado, localizada no bairro João Paulo II. A instituição soma-se a outras 15 unidades educacionais da rede municipal de João Pessoa que oferecem ensino em tempo integral.



 “Acho muito boas essas atividades que têm aqui na escola. A gente almoça, lancha, participa das oficinas. Gosto muito das aulas de Libras porque aprendemos coisas novas todos os dias”, relatou a garota, que está entre os 310 alunos matriculados na Escola Celso Furtado. Ao todo, são 4.607 alunos beneficiados com o ensino em tempo integral na Rede Municipal de Ensino.



 A coordenadora das Escolas de Tempo Integral da Secretaria de Educação e Cultural (Sedec), Gioconda Azevedo, explicou que no turno da manhã, os alunos desenvolvem as atividades curriculares e, no contraturno, os tutores e oficineiros realizam atividades lúdicas e extracurriculares. “Dessa forma, promovemos o processo de ensino-aprendizagem como um todo. Não é somente o ensino dos conteúdos das disciplinas, mas a formação desses alunos como cidadãos, já que eles têm acesso ao esporte e a cultura”, enfatizou.



 Na Escola Municipal Celso Furtado, as crianças participam de oficinas de Libras, xadrez, hip-hop e práticas esportivas diversas. A diretora adjunta da unidade de ensino, Luciana Lira, lembra que através do ensino em tempo integral as crianças têm acesso a uma formação cultural e melhoram as relações interpessoais.



 “A implantação do ensino em tempo integral é importante para a formação da criança como um todo, não somente a parte de alfabetização. Muitas vezes, os pais não têm tempo e condições financeiras de levar o filho a uma aula de música, de dança, prática de esporte. Então, essas necessidades são supridas através do ensino integral. Além disso, na escola as crianças são acompanhadas por especialistas, como psicólogos e assistentes sociais, que dão um suporte em todo o processo de aprendizagem”, explicou Luciana Lira.



 Educação especial – Nas escolas que disponibilizam ensino em tempo integral também há o trabalho de inclusão para as crianças com deficiência. Elas são acompanhadas pelos profissionais e cuidadores, participando de todas as atividades juntamente com os demais alunos.



As atividades realizadas nas escolas são voltadas para as crianças matriculadas nas turmas de Ensino Infantil, Fundamental 1 e Fundamental 2, das 7h às 17h.

Relacionadas