quinta, 04 de março de 2021

Educação
Compartilhar:

Apagão no ensino preocupa Sindicato dos Professores

Bruna Vieira e Nice Almeida / 15 de outubro de 2015
Foto: Divulgação
O ensino médio pode viver um verdadeiro colapso nos próximos anos provocado pela falta de professores. Um estudo realizado pelo Ministério da Educação (MEC) mostra que 43% deles devem se aposentar nos próximos dez anos. A possibilidade de um apagão na educação está sendo uma das grandes preocupações da categoria e suas entidades representativas.

LEIA MAIS: Apagão no ensino: 43% dos professores vão se aposentar em dez anos

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município, em João Pessoa, Daniel de Assis, avaliou os dados com apreensão. “No país como um todo e na Paraíba, a quantidade de pessoas que se insere na licenciatura diminui. A renovação do professorado tem sofrido baixa tanto no ensino fundamental, quanto no médio, porque a carreira não é tão atrativa quanto às outras áreas, que dão mais estabilidade e remuneração mais alta. Um professor ganha em média 3 vezes menos que qualquer outro profissional com graduação”, afirmou.

Gráfico licenciatura 02

Para Daniel, é preciso haver um incentivo para a categoria antes que ela acabe desaparecendo. “É preocupante, se não for dado incentivo, haverá um sério problema, porque a saída será maior do que a entrada”, acrescentou.

Na rede municipal de João Pessoa, que atende ao ensino fundamental, a situação é semelhante. “O quadro geral está entre 40 e 50 anos. Quase 200 desistiram porque tinham outro emprego em outras cidades e não dava para conciliar ou passaram em outros concursos mesmo que em outras áreas”, concluiu Daniel.

Gráfico licenciatura 01

Relacionadas