terça, 01 de dezembro de 2020

Cidades
Compartilhar:

Consulta ao valor do IPVA 2016 da Paraíba é liberado pela internet

Da redação com assessoria / 23 de dezembro de 2015
Foto: Divulgação
Os proprietários de veículos na Paraíba já podem consultar o valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2016. A Secretaria de Estado da Receita publicou no Diário Oficial do Estado a lista com os valores do tributo, que pode ser também acessada através deste link.

Para identificar o valor do IPVA, os donos dos veículos precisam apenas saber algumas características como, por exemplo, ano de fabricação e a descrição do modelo para identificar o valor do tributo que será pago em 2016. O IPVA de cada veículo sofre alterações com as especificações de cada um dos modelos, que estão divulgados no período compreendido de 2001 a 2015. O valor de mercado de cada veículo foi definido pela pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), tomando como base a pesquisa regional.

O calendário de pagamento do IPVA 2016 já foi publicado no Diário Oficial do Estado. O pagamento do tributo começa com os proprietários das placas de veículos terminadas em 1 e 2. Os boletos deverão ser enviados para os proprietários via Correios no início de janeiro. A data limite para o pagamento do tributo será até o dia 29 de janeiro.  O escalonamento do pagamento do IPVA, de acordo com o final da placa, vai de janeiro a agosto. O Governo do Estado vai assegurar novamente o desconto de 10% para o proprietário que optar pelo pagamento à vista do tributo em cota única.

Outra opção é o parcelamento em três vezes mensais sucessivas, mas o valor mínimo não poderá ser menos que duas unidades fiscais de referência do Estado da Paraíba (UFR-PB). Atualmente, cada UFR-PB é de R$ 42,65.

Segundo a Receita Estadual, os veículos com ano de fabricação abaixo de 2000 ficarão isentos de pagamento do IPVA em 2016. A legislação em vigor assegura isenção do imposto para proprietários de carros, motos ou qualquer outro veículo com 16 anos completos do ano de fabricação. Contudo, esses veículos não ficarão isentos das demais taxas que envolvem o emplacamento, como seguro obrigatório (Dpvat), licenciamento do Detran e a taxa de bombeiro.

Relacionadas