terça, 11 de maio de 2021

Cidades
Compartilhar:

Dia das crianças sai da ‘lista negra’ da crise e comércio deve registrar aumento nas vendas

Luana Barros / 01 de outubro de 2015
Foto: Arquivo
O Dia das Crianças  deve escapar de entrar na lista de eventos prejudicados pela crise. Considerada a quarta data mais representativa do ano para o comércio, o 12 de outubro deve registrar aumento de até 3% no volume de vendas em 2015, em comparação com o ano passado, de acordo com a estimativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de João Pessoa (CDL). Para garantir esse crescimento, o presidente da entidade, Eronaldo Maia, aconselha os comerciantes a apostarem na criatividade e, principalmente, nas promoções.

"A CDL aconselha ao lojista que ele deve sempre trabalhar com as promoções, pois ela é uma ferramenta que atrai os clientes para o estabelecimento, fazendo com que aumente o número de produtos vendidos", alertou.

Contudo, com pouco dinheiro no bolso, os pais devem substituir o presente por lembrancinhas para economizar. O economista Martinho Leal menciona algumas dicas de como economizar nas compras esse ano. “Procurar algo que possa ser um presente criativo, mas que não custe muito. Isso é interessante, porque pode levar a que se prestigiem brinquedos menos sofisticados ou fabricados artesanalmente... Enfim, bom para sair da tirania dos brinquedos hoje tradicionais, grande parte produzidos na China’’, ressaltou.

Martinho Leal também ressalta que o uso de cartão de crédito pode prejudicar na hora das compras por conta dos altos juros e taxas adicionais. "Não parcelar se forem pagar juros. O ideal mesmo é pagar à vista, mas se não for possível é necessário não se endividar incorretamente, ou seja, deve livrar-se dos juros, que estão pela hora da morte", explica.

Para fugir dos preços altos, pesquisar é sempre a solução e a saída pode ser os shoppings populares. Outro conselho do economista é não levar as crianças às compras. ‘’Mesmo sendo às vezes bem difícil não levar as crianças às compras de presentes, o ideal é não fazê-lo. A pressão dos baixinhos é muito forte. E isso pode tornar a estratégia de economizar inútil. ‘’

 

Relacionadas