domingo, 15 de julho de 2018
Chuva
Compartilhar:

Chuva faz barragem de Carrapateira estourar e parte de parede ceder com volume

Wênia Bandeira e Renata Fabrício Com assessoria / 27 de fevereiro de 2018
Foto: REPRODUÇÃO/INTERNET
Após quase seis anos de seca, as chuvas que voltaram a cair no Sertão trazem alegria, mas também causam prejuízos. Na madrugada de ontem, uma barragem de Carrapateira, no Sertão do Estado, estourou e levou consigo uma parte da parede que havia sido construída há menos de um ano. Moradores da zona rural chegaram a dizer que a cidade registrou 90 milímetros de chuva, mas a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) não disponibilizou ou confirmou os dados.

Segundo o presidente da Aesa, João Fernandes, uma equipe de fiscais de Patos foi encaminhada até a barragem para verificar a situação in loco, mas o que já se sabe é que a barragem tem dimensões pequenas (capacidade menor que 3 milhões de metros cúbicos) e não está registrada na Aesa, pois as licenças somente se tornaram obrigatórias a partir de 2010.

“É uma barragem pequena que infelizmente não suportou o volume. Certamente foi mal dimensionada. Até 2000 e pouco não se licenciava barragens pequenas. O povo ia lá e fazia da sua forma. Agora ela sangrou e vai ser inspecionada e informada ao empreendedor, que sequer sabemos quem é, se a prefeitura ou um particular. Agora é obrigação do empreendedor cadastrar e em alguns casos fazer um plano de segurança da barragem, quando sua capacidade for maios que de 3 milhões e houver mais de 15 metros de profundidade no balde”, explicou.

Segundo Vanduí Vieira, morador de Carrapateira, as chuvas já haviam enchido a barragem, durante a semana passada, mas o reservatório não suportou as precipitações do fim semana.

“Deu uma chuva de 90 milímetros. A barragem já estava cheia. Uma ponta de parede que era de terra estourou e a água levou essa parede embora. Começou a chover mesmo por aqui agora em fevereiro. A barragem estava seca e foi tomando água. Dessa semana já tinha enchido, mas o volume foi muito grande”, disse.

Aulas suspensas. A Prefeitura de Piancó, município do Sertão do Estado, adiou o início do ano letivo na rede municipal, programado para acontecer ontem, para a próxima semana, no dia 5 de março. As chuvas intensas que atingiram a região nos últimos dias danificaram a parte elétrica e até o retelhamento de algumas unidades escolares, levando a Secretaria de Educação adiar o começo das aulas.

Segundo a secretária Conceição de Maria Serra Galdino, os problemas detectados já estão sendo resolvidos pela equipe de manutenção da Prefeitura.

Relacionadas