domingo, 16 de junho de 2019
Cidades
Compartilhar:

Chove em muitos locais, mas o calor continua na Paraíba

Wênia Bandeira / 15 de fevereiro de 2019
Foto: Chico Martins
A Paraíba tem registrado um grande volume de chuvas em todas as regiões, mas as temperaturas continuam altas e sem previsão de amenizar. As pessoas reclamam do efeito desta combinação na saúde e os médicos confirmam esta associação.

Ontem, no início da tarde, enquanto a população de Campina Grande convivia com a chuva, os termômetros de rua chegaram a marcar 33°C. O fato é considerado normal, segundo a Aesa.

A meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, explicou que a temperatura deve continuar alta porque estamos no Verão. Ela falou que há uma confusão na população quando pensa em clima e tempo.

“A estação tem a ver apenas com a temperatura, então inverno é frio e Verão é quente, não importa se está chovendo ou fazendo Sol”, afirmou a meteorologista.

E a temperatura deve continuar alta com pancadas de chuva na maior parte do Estado. Marle disse que deve haver precipitação no Alto Sertão, Sertão, Cariri e Curimataú durante o fim de semana, enquan to no Litoral e Agreste deve haver mais nebulosidade que chuva, sob influência do vórtice ciclônico de Altos Níveis (VCAN).

A estudante Amanda Albuquerque falou que esta combinação não está lhe fazendo bem. Ele tem certeza que o nariz escorrendo e as dores de cabeça são advindas do calor junto com a chuva.

“Essa chuva vem e bate nesse chão quente, sobe o vapor e pronto, este é o resultado. Eu adoeci por causa dessa junção e está difícil de me livrar dos sintomas para voltar ao meu dia a dia”, contou a estudante.

A infectologista Ingrid Ramalho confirmou a desconfiança de Amanda. De acordo com a médica, este período do ano propicia o aparecimento de resfriados provocados por viroses, que incomodam, mas é preciso se concentrar para seguir uma receita que ajuda na melhora.

“É muito importante hidratar bastante e agasalhar para manter o corpo aquecido. Além disso, é comer bastante fruta, principalmente as cítricas, repousar, evitar alimentos com condimentos e requentados. Nesses períodos, há baixa na imunidade e isso tudo agrava os sintomas”, explicou Ingrid Ramalho.

Ranking

Precipitação máxima no mês 02/2019 (em MM)

Nova Floresta 214,0

Jacaraú 197,3

João Pessoa 189,6

Congo 171,5

Rio Tinto 170,6

Alagoa Nova 167,5

Salgado de S. F. 149,3

Juru 144,5

Areia 143,5

Riachão 136,9

Relacionadas