sábado, 16 de novembro de 2019
Campina Grande
Compartilhar:

Crea detecta problemas no aterramento e parte elétrica do Parque do Povo

Wênia Bandeira e Renata Fabrício / 01 de junho de 2017
Foto: Reprodução
A dois dias do início do Maior São João do Mundo uma vistoria, realizada no Parque do Povo, encontrou nesta quarta-feira (31) problemas estruturais no palco principal e camarotes da festa. Durante a inspeção do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) foram verificadas a existência de gambiarras em barracas e problemas de aterramento com risco de descarga elétrica para os visitantes. Foi definido um prazo de 48 horas para que os problemas sejam resolvidos, ou os locais com irregularidades podem ser interditados.

Segundo o inspetor do Crea, engenheiro Geraldo Magela, a organização da festa tem até esta sexta-feira (2) de manhã para regularizar a situação. “Pedimos que fosse feito um aterramento em toda a estrutura do palco e camarote, além de coibir a armação de gambiarra dentro das barracas. Se não for feita a correção, a Polícia Federal será acionada e pode haver a interdição do local”, informou.

Problemas semelhantes aos encontrados na vistoria desta quarta-feira (31) já foram encontrados, segundo o inspetor, durante uma exposição de animais em Campina Grande e acabou com a morte de alguns deles. “Anos atrás, dez pavilhões foram armados em exposição de animais e 20 animais morreram eletrocutados porque não foi feito o aterramento. Nós não fomos convocados e ficamos sabendo apenas após o sinistro”, comentou.

Em contato com a Medow Promo, na tarde desta quarta-feira (31), empresa responsável pelas estruturas de palco, barracas e camarotes, foi informado que todo o aterramento denominado “linha-malha” já está dentro das conformidades exigidas. Segundo a empresa, barracas e demais quiosques já estão com aterramento dentro dos conformes.

Nesta quarta-feira (31) também foram realizadas vistorias da Operação São João Seguro, do Corpo de Bombeiros. Os bares e restaurantes de Campina Grande e João Pessoa foram inspecionados. De acordo com a Tenente Desireé Santos, da Comunicação dos Bombeiros em Campina Grande, as inspeções nos principais comércios das cidades são realizadas em três quartas-feiras. Em Campina, 60 locais foram fiscalizados, enquanto na capital, 52 bares e restaurantes receberam os bombeiros. “São ações contra incêndio e pânico, então estamos vendo se os locais contam com sinalização e saídas de emergência e também com o número correto de extintores de incêndios, que varia de acordo com o tamanho do restaurante”, explicou a tenente.

Os bares e restaurantes fiscalizados já estão regularizados e esta inspeção serve como adicional ao trabalho do Corpo de Bombeiros. Na semana que vem serão inspecionados os hotéis e motéis, e na quarta-feira subsequente as inspeções serão nas casas de shows.

Relacionadas