quinta, 04 de março de 2021

Campina Grande
Compartilhar:

Água na torneira até 2017: Cagepa garante que racionamento em CG não aumentará

Giovannia Brito e Fernanda Figueirêdo / 11 de novembro de 2015
Foto: Chico Martins
A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) descarta a possibilidade de expandir o racionamento em Campina Grande e demais cidades abastecidas pelo açude de Boqueirão no próximo ano. Apesar de o reservatório estar com apenas 14% da sua capacidade total de armazenamento, pouco menos de 58 milhões de metros cúbicos. A partir de janeiro, a companhia passará a utilizar o volume morto do açude (52 milhões de m³) através do sistema de captação flutuante. A obra, que deveria estar pronta no fim de outubro, se estenderá até dia 20.

O gerente regional da Cagepa, Simão Almeida, ressaltou que a única possibilidade de alteração do racionamento no próximo ano é de redução das horas sem água nas torneiras.

“Claro, se chover, vamos diminuir os dias de racionamento, e isto é uma alteração. Mas ampliar o racionamento em 2016 nós não cogitamos”, disse. Desde novembro deste ano, a suspensão do abastecimento passou de 60 horas para 84 horas, o que, segundo Simão, garante água nas torneiras até 2017. Ele considerou ainda como boatos os comentários de contaminação da água.

Volume morto



  • Com a ampliação do racionamento no início de novembro, o volume morto de Boqueirão deverá ser alcançado na primeira semana de janeiro.




Até o dia 20



  • A captação flutuante no açude de Boqueirão deveria ter sido concluída no dia 30 de outubro, mas segundo Simão Almeida, fornecedores de São Paulo não entregaram  equipamentos no prazo.


Relacionadas