segunda, 18 de janeiro de 2021

Água
Compartilhar:

Caminho da Água: TV Correio estreia série nesta segunda no no programa Correio Manhã

Luís Eduardo Andrade / 05 de março de 2017
Foto: Reprodução TV Correio
A série de reportagens “Caminho da Água” começará a ser exibida amanhã, no programa Correio Manhã, apresentado por Linda Carvalho, que começa a partir das 6h. As reportagens vão mostrar a chegada das águas do Rio São Francisco em diversas cidades da Paraíba, e como essa mudança vai transformar a rotina das pessoas.

O Brasil vive um momento histórico. A transposição das águas do Rio São Francisco foi finalmente concluída e milhares de nordestinos terão acesso às águas do Velho Chico. E a Paraíba dará o pontapé inicial nesse processo na próxima quinta-feira, quando as águas chegarão até a cidade de Monteiro, que fica a 303 quilômetros de João Pessoa.

E justamente por isso, a TV Correio/Record resolveu mostrar como essa chegada mudará o cotidiano das pessoas. Os cenários dessas histórias serão as cidades de Campina Grande, Queimadas e a região metropolitana de João Pessoa.

Segundo a editora-geral de jornalismo da TV Correio/Record, Carla Visani, esse é um momento histórico para a Paraíba e o Sistema Correio faz questão de participar desse momento.

A editora ainda afirmou que não o assunto não estará presente apenas na série “Caminho das Águas”. “Essa importância nos levou a investir nessa série, mas também nas reportagens espaçadas em toda programação. Seja falando das visitas às obras e das expectativas”, concluiu Carla.

"Uma obra que há anos é esperada, há anos existe uma expectativa e nada mais justo do que termos um espaço no jornal, pelo menos durante esses três dias, para mostrar essa ação", afirmou a apresentadora do Correio da Manhã, Linda Carvalho.

Esperança trazida pelas águas

A editora-chefe e apresentadora do Correio Manhã, Linda Carvalho, disse que as matérias têm como objetivo mostrar a situação que estavam essas cidades e a esperança que chega junto com as águas.

A série será dividida em três reportagens e se estende até a quarta-feira. Segundo a editora-chefe, o primeiro capítulo dessa história mostrará as cidades que sofrem com racionamento de água desde 2014, como Campina Grande. “Vamos mostrar como começou esse racionamento, se piorou ao longo dos anos, como é pra população viver sem água, quantas pessoas já foram prejudicadas, e muito mais”, explicou a apresentadora.

A segunda parte da série “Caminho da Água” abordará o sentimento das pessoas. Mais precisamente a esperança de melhora de vida com a aproximação das tão esperadas águas do Chico.  O ambiente escolhido foi a cidade de Queimadas, a  que vive a expectativa da chegada das águas transpostas.

Por fim, as reportagens mostrarão cidades que ainda não sofrem na pele os efeitos da crise hídrica, mas precisam se reeducar para que a água não venha a faltar. “Na terceira e última reportagem, vamos ver cidades que estão em uma situação mais confortável, e ainda não sofrem com racionamento de água. Vamos mostrar e tentar educar a população dessas cidades ao não-desperdício”, concluiu Linda.

A equipe. Mais de 10 profissionais trabalharam intensamente para levar às telas a realidade da transposição para muitos paraibanos. As reportagens são assinadas por Richelli Bezerra e Mayara Medeiros. Os responsáveis por captar as belas imagens do sertão foram os cinegrafistas Isael Alves, Celso Fischer e Anderson Leal.

A produção ficou por conta de Larissa Sonally e Patrícia Gouveia. O responsável por unir todo esse conteúdo em uma bela reportagem para TV foi Edivan Carvalho.  E por fim, Linda Carvalho e Júlio César cuidaram de fazer a editoria de texto da série.

 

Relacionadas