quinta, 27 de junho de 2019
Cajazeiras
Compartilhar:

Confusão envolve jogadores do Atlético de Cajazeiras

Renata Fabrício / 06 de fevereiro de 2017
Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Uma moradora da cidade de Cajazeiras usou as redes sociais para denunciar agressões motivadas por homofobia durante uma festa na madrugada de ontem. Segundo Lila Melo, o vereador Alysson de Sousa Lira, 34, conhecido como “Neguim de Modrian” (PSD), o irmão dele, o presidente do Atlético de Cajazeiras, Harley Lira e jogadores do clube teriam agredido um estudante de Direito, identificado como Wildemir Torres dentro do Clube Campestre.

Em uma publicação na internet, Lila disse que ao tentar apartar a briga e afastar o amigo, que é homossexual, foi agredida pelo grupo, inclusive com uma garrafa de vidro na cabeça. Segundo informações, pelo menos cinco pessoas foram agredidas pelo grupo do vereador.

O caso foi registrado na Delegacia de Cajazeiras, mas o delegado do caso, Danilo Charbel, não atendeu às ligações. O vereador Alysson de Sousa usou a mesma rede social para divulgar uma nota sobre o caso, onde acusa Wildemir de causar um “princípio de tumulto”. Segundo o vereador, a mulher que denunciou o caso à Polícia junto com seu esposo teria “agredido jogadores”. Alysson diz ainda que só se envolveu na confusão para retirar seu irmão Harley Lira, após ser agredido com um copo no rosto.

Em fotos publicadas na rede social, a mulher mostrou as marcas de agressão na face e por Wildemir nas costas.

Relacionadas