quarta, 12 de maio de 2021

Cidades
Compartilhar:

Bombeiros afirmam que muitos incêndios poderiam ser evitados

Bárbara Wanderley / 12 de setembro de 2018
Foto: Divulgação
A maior parte dos incêndios são evitáveis. Segundo o tenente Gustavo Correa, do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB), muitas tragédias poderiam ser evitadas com precauções simples. Apesar disso, o CBMPB registrou no ano passado 3.155 ocorrências de incêndio, sendo 1.251 na Região Metropolitana de João Pessoa e cidades próximas, 816 na região de Campina Grande e 1.088 na área do Sertão.

“Não temos a estatística computada por bairros, mas na Capital paraibana, por exemplo, observamos pela vivência do dia a dia que Mangabeira, por ser um centro comercial e também com grande área e população, registra mais ocorrências”, disse o tenente Correa.

Segundo ele, os incêndios mais comuns são em vegetação, em residências e em veículos. Na vegetação, muitas vezes os incêndios são iniciados pela própria população, de maneira não intencional. Acontece que muitas vezes para limpar um terreno, a pessoa responsável inicia o fogo, que pode rapidamente perder o controle. Por isso, o tenente destacou que nunca se deve queimar lixo ou vegetação.

Já em residências, é comum que incêndios sejam iniciados a partir de instalações elétricas, por curtos-circuitos, “principalmente em edificações e casas nas quais as instalações são mais precárias”, contou o tenente.

Além disso, a presença de ligações clandestinas, o famoso ‘gato’ de energia, também contribui para a ocorrência desses problemas na rede elétrica que podem levar a incêndio.

O mau uso da fonte de energia também é um fator de risco e acontece muitas vezes quando há uma sobrecarga de energia em uma única fonte (tomada), através dos conectores Benjamin, conhecidos como ‘T’.

“Outra causa bastante usual é vazamento de GLP (gás de cozinha), devido à compra e uso incorreto desse item”, declarou o tenente, que também chamou a atenção para o uso de velas, que requer diversos cuidados.

“As principais medidas de segurança que devemos ter em casa em relação à prevenção a incêndios são cuidados referentes a materiais e situações que podem gerar faíscas, calor e combustão, necessários para se iniciar um incêndio”, disse.

Relacionadas