sexta, 22 de janeiro de 2021

Cidades
Compartilhar:

Bichos em perigo: Polícia Ambiental resgatou sete animais silvestres por dia em 2016

Lucilene Meireles / 17 de março de 2017
Foto: Arquivo
Por dia, em 2016, o Batalhão de Polícia Ambiental da Paraíba (BPAmb) resgatou cerca de sete animais silvestres. Este ano, a soma dos dois primeiros meses chegou a 283 e foram aplicados 205 autos de infração, expedidos a quem os mantêm em cativeiro. Os animais apreendidos vão desde as aves (os mais comuns) a animais raros, como gato maracajá e até jacaré. Todos são levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), no município de Cabedelo, onde são avaliados e cuidados.

O comandante do BPAmb, major Cristóvão Ferreira Lucas, explicou que os casos inusitados normalmente ocorrem em período chuvoso, por conta da cheia de rios e surgimento de áreas alagadas. Isso, segundo ele, possibilita a aparição de jacarés em residências, como o caso registrado no bairro de Jaguaribe, no início do mês.

“Existem ainda outras situações inusitadas como a aparição de animais como o bicho-preguiça próximos a postes elétricos, onde há uma necessidade de mobilização de técnicos da Energisa para proceder à realização de resgate do animal, chegando a intervir no trânsito local”, observou. Os animais resgatados geralmente estão soltos. Já os que são provenientes de crime, ou seja, quando há autuação, encontram-se em cativeiro.

O comandante explicou que se uma pessoa se deparar com algum animal silvestre fora de seu habitat natural, não deve mexer com ele para evitar que se estresse. A orientação é ligar o mais rápido possível para o número 190. O Centro Integrado de Operações (Ciop) envia uma viatura com policiais preparados e os materiais necessários para fazer o resgate.

1.580 foi o número de animais resgatados pela Polícia Ambiental em 2016; no período, foram aplicados 1.027 autos de infração

Leia Mais

Relacionadas