sábado, 27 de fevereiro de 2021

Cidades
Compartilhar:

Beira-rio vira avenida sustentável; caminhantes aprovam

Katiana Ramos / 13 de setembro de 2017
Foto: Reprodução
Um dos principais corredores de João Pessoa que liga o Centro da Capital até a orla, a Avenida Ministro José Américo de Almeida, a popular ‘Beira-Rio’, vem passando por obras desde dezembro de 2016 e as intervenções têm agradado a população. Com mais de 5,2 quilômetros de extensão, a via ganhou uma ciclovia e padronização das calçadas.

De acordo com o superintendente de Mobilidade Urbana da capital (Semob), Carlos Batinga, o projeto de requalificação da Beira-Rio foi elaborado por equipes da Prefeitura e ainda com a participação de professores universitários, além de uma consulta prévia com a comunidade. E é a reestruturação do passeio público que tem chamado a atenção dos moradores e de quem geralmente circula ao longo da avenida.

Segundo informações da Secretaria de Infraestrutura do Município (Seinfra), a ciclovia que está sendo implantada em toda a extensão da Beira-Rio, no canteiro central, está 80% concluída. Ainda inacabado, o espaço já está em uso por ciclistas e caminhantes. Moradora do bairro da Torre, por onde passa à avenida, a dona de casa Luzinete Alves utiliza a ciclovia para caminhar quase todas as tardes. “Sempre gostei de caminha por aqui por conta das árvores. É muito arborizado e também como tem o movimento constante do trânsito a gente não fica com medo, como acontece nas ruas de dentro do bairro. Acho que ficou mais seguro tanto para quem usa a ciclovia quanto para quem precisa utilizar a calçada”, comentou.

Conforme lembrou a dona de casa, toda a extensão das calçadas dos estabelecimentos comerciais e moradias existentes na Beira-Rio estão sendo padronizadas, com o piso no mesmo nível de altura e com rampas de acessibilidade. “Acredito que as calçadas dessa forma evitam acidentes com os pedestres e com os cadeirantes. Ficou uma maravilha”, comentou o aposentado Alexandre Justa, que mora nas proximidades.

Arborização

Ao término da instalação da ciclovia no canteiro central e das obras de padronização das calçadas, esses dois espaços serão urbanizados e ganharão 900 novas mudas de árvores. A previsão é que essa etapa seja feita em dezembro deste ano, quando acabam as obras da ciclovia. “Além disso, vamos fazer uma ciclofaixa interligando a ciclovia da Lagoa até a Beira Rio. Já a parte de finalização da padronização das calçadas deve ir até março de 2018”, lembrou o secretário de Infraestrutura do município, Cássio Andrade.

Relacionadas