quinta, 21 de janeiro de 2021

Cidades
Compartilhar:

Caos em Bayeux: Ruas da cidade estão com lixo amontoado e empresa de ônibus fez paralisação

Aline Martins / 14 de fevereiro de 2017
Foto: Assuero Lima
O dia de ontem foi um caos para os moradores de Bayeux, com lixo acumulado há dias nas ruas da cidade, além do mau cheiro e proliferação de insetos ocasionados pelos resíduos, parte da população ficou sem transporte público. Isto porque a principal empresa de ônibus que circula no município não funcionou ontem.

Na entrada da cidade, na Região Metropolitana de João Pessoa, em praticamente cada poste de iluminação há um amontoado de sacolas de lixo acumulado há vários dias, segundo relatos dos moradores. Esse cenário se repete em inúmeras ruas. Além do mau cheiro, a população ainda convive com a infestação de insetos e a presença de animais que se alimentam dessa sujeira. A Prefeitura de Bayeux alegou que a empresa que recolhe os resíduos sólidos está se omitindo do serviço e que a data máxima para o pagamento referente o mês de janeiro é 20 de fevereiro. Já a empresa afirmou, em nota, que há débitos anteriores, e também do mês de janeiro, que somados chegam a R$ 1 milhão.

População reclama. Enquanto o impasse entre a gestão municipal e a empresa não se resolve quem sofre é a população e nem mesmo os arredores onde estão os estabelecimentos de saúde ficaram isentos da sujeira. Quem trabalha com o comércio reclama que o amontoado de lixo espanta a clientela. “Isso é uma imoralidade com o cidadão. A gente paga os nossos impostos e o que a gente recebe de volta? Se é um problema com a empresa que faz a coleta, que se coloquem as caçambas da Prefeitura para recolher. O que não pode ficar é desse jeito”, reclamou o comerciante Eronilson dos Santos, 49 anos. “Toda essa quantidade de lixo só atrai moscas, mosquitos e ratos. Sem contar o mau cheiro que incomoda e muito”, frisou.

O morador, o aposentado Claudimar Antonio Nascimento, 60 anos, contou que há mais de 15 dias que não passa nenhum caminhão para recolher o lixo. “Esse problema não é novo. Na outra gestão foi assim e depois que mudou o prefeito mandou recolher, teve até um mutirão para deixar a cidade limpa, mas agora voltou a sujeira. É uma fedentina insuportável. Ninguém pode passar perto”, comentou.

Segundo o secretário de Comunicação de Bayeux, Nelson Nóbrega, a empresa de coleta e limpeza urbana está se omitindo de prestar o serviço. Segundo o secretário, o pagamento do salário referente ao mês de janeiro pode ser pago até o dia 20 deste mês. Contudo, ele adiantou que a Prefeitura deve resolver, ainda esta semana, o problema da coleta e alegou que há débitos da gestão anterior. “Nós ainda estamos no prazo de pagamento até o dia 20 e a empresa está se omitindo a recolher o lixo para fazer pressão. Agora a empresa não está fazendo o trabalho dela correto, não está seguindo o contrato e está esse tumulto todo junto à população”, destacou.

Empresa emite nota. Em nota, a MB Empreendimentos, empresa responsável pela limpeza urbana no município de Bayeux, informou que as faturas referentes aos meses de outubro, novembro de 2016 e janeiro de 2017 encontram-se pendentes de pagamento. As faturas de 2016 seriam pagas através de cheque em 29 de dezembro de 2016. Em 02 de janeiro de 2017, mesmo com disponibilidade de saldo em conta, o cheque foi sustado pela prefeitura municipal, sem maiores esclarecimentos. "A soma destes valores é superior a R$ 1 milhão, o que vem ocasionando desequilíbrio econômico no presente contrato, impedindo que a empresa continue arcando pontualmente com suas obrigações. Estamos no aguardo sobre a previsão de pagamento, oferecendo inclusive a possibilidade de parcelamento do débito", esclareceu.

Leia Mais

Relacionadas