terça, 22 de outubro de 2019
Cidades
Compartilhar:

Barragem vira local de diversão e perigo no Sertão da PB

Katiana Ramos / 16 de abril de 2019
Foto: Reprodução/Web
No último final de semana, imagens de pessoas descendo da parte do vertedouro da Barragem da Farinha, localizada no município de Patos, no Sertão, chamaram a atenção para o risco de acidentes. No domingo, uma mulher sofreu escoriações ao descer do vertedouro e, ao cair no manancial, em uma parte com pedras, sofreu escoriações e ainda atingiu um homem que estava no local. Os dois foram encaminhados para o Hospital Regional de Patos e não correm risco de morte.

A situação desse incidente foi destaque em vários portais da região do Sertão do Estado e o vídeo que circulou nas redes sociais mostra o momento que a mulher escorrega do vertedouro e também outras pessoas que participam dos mergulhos perigosos.

De acordo com alguns moradores dos arredores da Barragem, aproveitar a cheia do manancial como diversão é uma prática constante de muita gente e, não há fiscalização para proibir a entrada da população nos locais.

Por meio da assessoria, a Secretaria Estadual de Recursos Hídricos informou que vai enviar ofício à Polícia Militar solicitando a proibição da circulação de pessoas sobre o vertedouro da barragem, por entender que há risco.

Por sua vez, a Regional da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) informou, também por meio da assessoria de comunicação, que apesar dos mergulhos e uso para lazer que a população faz do manancial, a água da Barragem passa por todas as etapas de tratamento antes de ser disponibilizadas nas torneiras dos moradores de Patos e região.

Cheia



A Barragem da Farinha, que abastece o município de Patos e algumas cidades vizinhas, está transbordando desde a semana passada, quando chuvas mais intensas caíram na região sertaneja. Por meio da assessoria, a Regional da Cagepa informou que o volume acumulado no manancial reforça o estoque para o abastecimento da população, que conta ainda com os reservatórios de Coremas, além dos açudes Capoeira e Jatobá.

Relacionadas