sexta, 21 de setembro de 2018
Cidades
Compartilhar:

Asfaltos desnivelados aumentam risco de acidentes em João Pessoa

Bárbara Wanderley / 28 de abril de 2018
Foto: Nalva Figueiredo
A pavimentação asfáltica das ruas de João Pessoa esconde algumas armadilhas para pedestres e motoristas. São desníveis que muitas vezes não são percebidos até causarem um acidente. É o caso do cruzamento entre as avenidas Monsenhor Walfredo Leal e Eurípedes Tavares, no bairro de Tambiá. “Tem pancada aí direto, de vez em quando arranca um para-choque. Um dia desses um motorista passou correndo e foi bater na árvore”, contou Pedro da Silva Barboza, que trabalha em um posto de combustíveis na área.

O frentista explicou que, de longe, não dá para perceber o desnível e, quem não conhece a região, pode acabar passando mais rápido, por achar que se trata de uma via plana. Foi assim que o motorista citado por Pedro acabou perdendo o controle e batendo em uma árvore no canteiro central. Ele contou que já trabalha no local há 10 anos e o desnível sempre existiu ali.

“Se não passar bem devagarzinho, quase parando, a gente bate o pára-choque”, disse o autônomo Severino Henrique Cordeiro, que sempre costuma transitar pela via.

A dificuldade acaba gerando longas filas nos horários de maior trânsito, devido à lentidão para atravessar o cruzamento e alguns motoristas optam por desviar passando por cima da calçada do posto de combustíveis.

Problema semelhante ocorre no cruzamento entre a Avenida Ruy Carneiro e a Rua Antônio Rabelo Junior, em Miramar. O desnível entre as duas pistas obriga os motoristas a passarem muito devagar.

Outra situação propensa a causar acidentes são as vias que recebem muitas camadas de asfalto e acabam ficando mais altas até do que a calçada. Se não prestarem atenção, pedestres podem acabar tropeçando ao tentar atravessar e motoristas podem acabar com o pneu preso na sarjeta da rua.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Infraestrutura de João Pessoa (Seinfra) para questionar se não há padronização na altura do asfalto e por qual motivo ele não é nivelado em vários pontos da cidade, mas, até o fechamento desta edição, não obteve resposta.

Relacionadas