sábado, 19 de setembro de 2020

Cidades
Compartilhar:

Amor é mais importante do que brinquedos no Dia das Crianças, diz psicóloga

Ana Daniela Aragão / 12 de outubro de 2016
Foto: ASSUERO LIMA
Hoje é o Dia das Crianças. E mais importante do que brinquedos, elas precisam de amor. Segundo a psicóloga clínica cognitivo comportamental, Isabella Sebadelhe, o amor deve estar inserido em várias atitudes que os pais devem tomar para proporcionar uma infância feliz e equilibrada para os filhos. É preciso que as crianças vivam num ambiente harmonioso e seguro, sejam elas criadas por dois pais, duas mães, pelos avós, ou outros familiares.

A psicóloga afirmou que a sociedade ainda não se desprendeu do padrão da família formada por pai e mãe. Porém, uma criança que encontra um alicerce nos pais, terá argumentos para enfrentar os prováveis comentários maldosos que surgem quando elas não estão inseridas num ambiente familiar tradicional. “A criança absorve a formação que os adultos passam para elas. Então, se ela recebe apoio, atenção e cuidado não há como ela ter comportamentos negativos”, declarou.

Se a criança é criada pelos avós, eles devem explicar o porquê dela estar ali. Porque o motivo pode ser algo que cause confusão como a morte dos pais, uma separação. “É preciso ouvi-la. Saber como ela está se sentindo. Assim, ela vai ter um desenvolvimento emocional saudável”, explicou. A mesma coisa com aquelas que possuem pais homossexuais.

“Elas terão argumentos para enfrentar coleguinhas que façam comentários maldosos. Ela vai estar segura da sua situação familiar e emocionalmente bem. Numa separação, os pais devem mostrar que, apesar da situação, eles estão envolvidos com a criança”, afirmou.

Relacionadas