sexta, 19 de julho de 2019
Cidades
Compartilhar:

Ambulantes não ficarão nas ruas do Centro de JP

Katiana Ramos / 25 de abril de 2019
Foto: Nalva Figueiredo
Os ambulantes não serão tolerados no Centro de João Pessoa. A afirmação é do secretário de Desenvolvimento Urbano da Capital (Sedurb), Zennedy Bezerra. Em uma reunião realizada ontem com o Associação da categoria, o secretário informou que há espaço para a atuação dos trabalhadores em mercados públicos, shoppings populares e quiosques administrados pela gestão municipal.

Mesmo com as sugestões da Prefeitura, muitos ambulantes voltaram ao Centro da cidade, ontem, e ocuparam algumas vias, a exemplo da Rua Santos Dumont. No entanto, não haviaM carrinhos com venda de frutas. Na última terça-feira, 160 carrinhos destinado à venda desses produtos foram apreendidos pela Sedurb durante uma operação. “Nós reafirmamos que não vamos admitir venda de fruta e verdura em nenhum lugar do Centro ou em qualquer outra parte da cidade, alegando também a forma de manipulação desses alimentos, além de atender à determinação do Ministério Público Estadual”, explicou o secretário Zennedy Bezerra.

Segundo o secretário, a Associação dos Ambulantes ficou de realizar uma assembleia nesta quinta-feira para avaliar as propostas da Prefeitura da Capital. Zennedy Bezerra alegou que há espaços disponíveis no Mercado Central, no Centro Comercial de Passagem, Mercado da Torre e de Jaguaribe para os ambulantes, que vendem alimentos e também outros produtos, como roupas, calçados, bijuterias e importados, trabalharem regularmente.

“Nós oferecemos esses espaços para que eles organizem sua situação financeira e não fiquem em uma relação de semi escravidão, que era o que os fornecedores do Mercado Central estavam fazendo. Oferecemos ainda uma linha de crédito do Banco Cidadão para que eles possam se organizar. Estamos abertos à negociação”, frisou o secretário.

A ação



Em uma operação, na última terça-feira, equipes da Sedurb e da Guarda Municipal, recolheram 160 carrinhos, que estavam guardados em um dos galpões do Mercado Central e serviam para a venda de frutas e verduras em diversos pontos do Centro de João Pessoa.

Segundo o secretário Zennedy Bezerra, os produtos eram disponibilizados por comerciantes que possuem boxes no Mercado Central, mas não utilizam o espaço conforme determinado pela administração municipal.

A ação de retirada dos ambulantes do Centro de João Pessoa atende a uma determinação do Ministério Público Estadual, que pediu a desobstrução das vias públicas dessa área da cidade.

Silêncio



O CORREIO tentou contato com Associação dos Ambulantes de Eventos da Grande João Pessoa (Ameg-JP) para comentar o assunto. Mas não obteve retorno.

Relacionadas