segunda, 25 de janeiro de 2021

Água
Compartilhar:

Boqueirão em obras para as águas do São Francisco

Ainoã Geminiano / 07 de abril de 2017
Foto: SNIDES CALDAS
Á água do Rio São Francisco chegará ao açude de Boqueirão, em Campina Grande, entre os dias 25 e 30 deste mês. Enquanto isso, técnicos do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) estão intensificando o trabalho de recuperação do açude, preparando-o para receber a água. São muitos os reparos necessários, que vão custar R$ 19 milhões, pagos pelo Governo Federal.

Um dos primeiros e mais importantes reparos é a recuperação das comportas de Boqueirão. São portões gigantes de aço, que são abertos ou fechados para a passagem da água, de acordo com a necessidade.

"Estamos colocando material novo, onde não é possível fazer restauração. Fazendo o que for necessário para que as comportas fiquem novas", disse Alberto Batista, coordenador do Dnocs.

Outro serviço que envolve peças de aço é a recuperação da "tomada d´água" (tubos de aço por onde sai a água do açude, para a tubulação da concessionária - Cagepa).

"Esses tubos são revestidos por um canal de concreto, para que resistam à pressão e à vibração da passagem da água. Estamos trocando a tubulação e recuperando a parte de concreto", acrescentou Alberto.

Outra equipe de operários trabalha no talude do açude (parte inclinada das laterais), onde nasceu uma vegetação, durante o período de estiagem e precisa ser removida. "Estamos fazendo também a limpeza do coroamento (passarela que fica em cima dos muros), consertando o meio fio, as calhas de água e limpando o passeio.

O sangradouro está sendo ampliado de 80 para 130 metros, para dar melhor vazão à água que sai de Boqueirão para Acauã", explicou o coordenador.

Apesar do ritmo acelerado da obra, Alberto disse que os trabalhos ainda continuarão após a chegada da água. Mesmo com o açude cheio, os técnicos do Dnocs trabalharão na conclusão dos reparos.

O Dnocs ficou responsável pela restauração dos açudes de Camalaú e Boqueirão, no eixo Leste da transposição, além dos açudes Curemas-Mãe D´água, São Gonçalo e Engenheiro Avidos, no eixo Norte.




Leia Mais

Relacionadas