segunda, 25 de janeiro de 2021

Cidades
Compartilhar:

Água da transposição do Velho Chico está a 50 quilômetros da Paraíba

Da Redação com assessoria / 24 de fevereiro de 2017
Foto: Divulgação
Depois de anunciar que as águas da transposição do Rio São Francisco chegariam à Paraíba no dia 6 de março, o Ministério da Integração recuou e agora não trabalha mais com uma data específica. Em contato com o órgão, a assessoria de imprensa informou que a data estimada é "início de março", sem estipular um dia específico. De acordo com a pasta, ao longo da chegada das águas é que se poderá traçar um dia mais específico.

Nesta sexta-feira (24), as águas chegaram à quinta e penúltima estação de bombeamento (EBV-5) do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, em Sertânia (PE). Com este avanço, faltam apenas 53,5 quilômetros para que este Eixo cumpra um dos seus objetivos: levar a água do rio até o açude Poções, em Monteiro (PB), para atender a população paraibana. Depois, a água seguirá pelo rio Paraíba até o reservatório Boqueirão, para reforçar o abastecimento em Campina Grande (PB).

A quinta estação elevatória (EBV-5) vai bombear a água do ‘Velho Chico’ em mais 41 metros de altura, o equivalente a um edifício de 13 andares. Depois, por gravidade, as águas seguem até a última estação (EBV-6) do Eixo Leste. Antes de chegar ao seu destino final, no açude Poções, em Monteiro, passam por mais dois reservatórios (Campos e Barro Branco), um túnel e uma adutora.

O Eixo Leste do projeto vai beneficiar os estados de Pernambuco e Paraíba. O trecho capta água do ‘Velho Chico’ no reservatório de Itaparica, em Floresta (PE), e atravessa três municípios pernambucanos: Betânia, Custódia e Sertânia.

 

Executado pelo Governo Federal, o Projeto de Integração do Rio São Francisco é a maior obra de infraestrutura hídrica do País. O empreendimento vai garantir abastecimento regular de água a 390 municípios do Nordeste, que sofrem com a irregularidade de chuvas e enfrentam longos períodos de estiagem e seca. Serão beneficiadas 12 milhões nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

Relacionadas