quinta, 19 de outubro de 2017
Cidades
Compartilhar:

46 cidades registram chuvas na Paraíba e Patos foi onde mais choveu

Renata Fabrício / 07 de abril de 2016
Foto: Divulgação
Choveu ontem em 46 cidades da Paraíba. Municípios do Sertão, Litoral, Agreste e Brejo registraram precipitações, mas de forma isolada. A maior delas foi na cidade de Patos, 32,7 milímetros. O cenário de chuvas na Paraíba é considerado dentro da normalidade, principalmente para as regiões que estão em período chuvoso, como Sertão e Cariri. Nas últimas 24 horas, os açudes de São Gonçalo, em Sousa, e Mãe D’Água, em Coremas, foram os que receberam maior volume de água, juntos os sistemas somam mais de 3 milhões de metros cúbicos.

Segundo o boletim hidrológico da Agência Estadual de Gestão das Águas (Aesa), as chuvas que caíram de janeiro até agora no Estado, foram responsáveis pelo aporte de 3,12% na capacidade total da Paraíba.

Para a meteorologista da Aesa, Carmem Becker, as chuvas que aconteceram entre terça e ontem foram isoladas. “Houve chuvas tanto no Sertão, Brejo, Agreste e Litoral. Chuvas pontuais, ou seja, não choveu em toda a região, por isso chamamos de chuvas isoladas. As chuvas normais do período estão se concentrando no Sertão e Alto Sertão, porque começam por lá. Litoral, Agreste e Brejo começam agora no mês de abril e seguem até o mês de julho, inicio de agosto. O semiárido termina em maio, e as chuvas já estão próximas da média histórica do período”, explicou Becker.

Ainda não é possível avaliar o período típico de chuvas no Sertão e Cariri, mas as precipitações até agora estão dentro da previsão. “Ainda temos dois meses para as chuvas. As chuvas que estão ocorrendo são típicas de um ano na categoria normal. Um ano dentro da normalidade no semiárido, significa que há grande variabilidade das chuvas. Ou seja, chove bem em um local, e em outro não. Há irregularidade no tempo e no espaço. Até o momento, as chuvas estão dentro do padrão de normalidade”, disse Carmem.

Leia Mais

Relacionadas