quarta, 25 de novembro de 2020

Cidades
Compartilhar:

38 pessoas na lista de procurados por crimes na Paraíba

Aline Martins / 22 de fevereiro de 2016
Foto: Nalva Figueiredo

A população tem ajudado a denunciar crimes, mas ainda há ‘um certo temor’, segundo informou o secretário de Estado da Segurança e Defesa Social, Claudio Lima. Mas nas ruas, o sentimento de justiça de algumas pessoas vence o medo. Há várias formas de denunciar, inclusive pode pedir sigilo, através do Disque Denúncia 197. Outra ferramenta de denúncia de contribuição para o enfrentamento à violência no Estado é por meio da página “Procurados PB”, que foi criada em outubro de 2013 pela Seds. Até ontem, já foram capturados 21 pessoas dos 59 acusadas de diversos crimes. Hoje, integram na lista de procurados 38 criminosos. Eles respondem por homicídios, roubo, tráfico de drogas, formação de quadrilha, estelionato e furto qualificado. Qualquer pessoa do País pode acessar o site e ajudar a encontrar criminosos.



O gerente operacional do serviço 197 (Disque Denúncia) da Seds, João Micena, destacou que através do site se identifica os criminosos mais perigosos do Estado. Na página é possível acessar as fotografias dos criminosos, localizar por tipo de crime e região onde foi condenado, quem já foi capturado e o contato para efetuar as denúncias. João Micena informou que pode ser pelos números telefônicos 190 (Polícia Militar) ou 197 (Disque Denúncia). A ligação é sigilosa e o denunciante pode informar o local onde se encontra a pessoa procurada.



“Não só a população da Paraíba, mas também de outros estados tem acesso e isso acaba colaborando com o intercâmbio com outros estados. Se um indivíduo que cometeu um crime aqui e está em outro Estado e, de repente foi localizado no Rio Grande do Norte, o mandato já está disponível no portal e é possível fazer um download e efetuar a prisão, principalmente no final de semana onde há uma grande dificuldade, na maioria dos Estados, de conseguir o mandato para executar a prisão. Então esse banco de dados é muito útil para essa interação com outros estados”, informou João Micena.



Ainda de acordo com o gerente operacional do Serviço, as unidades policiais encaminham para a Gerência de Inteligência da Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba. Esta faz uma triagem e vê se enquadra nos critérios propostos pela página. Micena informou que ficam no site apenas os criminosos mais procurados pela Justiça e que estão foragidos, com o mandato de prisão em aberto ou por ser considerado perigoso pelas policiais. Ele explicou que o site é atualizado de acordo com as informações repassadas pelas delegacias. Há também casos em que as prisões foram revogadas e foi necessário retirar a imagem da pessoa procurada.



“Pelo número de crimes cometidos pelo indivíduo, pela interação dos crimes, ele também pode ser classificado no site, mas os principais motivos são os que cometeram CVLI – crimes violentos letais intencionais. Tem alguns que já foram condenados ou estão foragidos, mas a maioria tem prisão preventiva ou provisória que o processo ainda não transitou e julgado. O caso foi analisado e as autoridades viram que tinham provas suficientes para decretar a prisão dos acusados”, pontuou.



Outras informações



- O site: http://www.procurados.pb.gov.br/procurados/procurados.jsf



- Telefones para denunciar: 190 ou 197



Relacionadas