terça, 13 de abril de 2021

Carnaval
Compartilhar:

Virgens de Tambaú desfilam com muita alegria e irreverência na Avenida Epitácio Pessoa

André Luiz Maia / 20 de fevereiro de 2017
Foto: Nalva Figueiredo
Fogosas, loucas, desinibidas. Quem lê ou ouve essas três palavras e mora em João Pessoa já sabe que se trata do bloco de Carnaval com as “molecas mais atrevidas” da cidade. As Virgens de Tambaú desceram a avenida Epitácio Pessoa na noite deste domingo (19) com bastante alegria e irreverência. Para animar a festa, sete atrações participaram da noite, mas a principal delas é a cantora Joelma.

Logo no fim da tarde, as belas, despudoradas e do bar já bebiam drinques nas barraquinhas montadas nas calçadas e faziam o “esquenta” para a festa que começaria logo mais. O fotógrafo e cabeleireiro Roberto Soares, 45, veio montado dos pés a cabeça e investiu no look. “Uma hora e meia só de manicure pra deixar as unhas impecáveis, depois mais duas horas de produção. Contratei maquiadora porque não sei fazer nada disso. Também aprendi a andar no salto só”, comentou. Roberto estava de muletas por conta de uma cirurgia em um dos joelhos por conta de um acidente, que fez com que ele precisasse usar uma placa de ferro e vários pinos metálicos. Apesar disso, ele quer pular Carnaval até o fim da festa. “No ano passado eu vim de cadeira de rodas. Não tem quem me segure”, contou, empolgado.

Diretamente do Geisel, um grupo de quatro amigos decidiu se vestir cada um de uma cor e incorporar personagens. E aí Henrique virou Bárbara, Humberto se transformou em Britney, Tiago em Lourrahyny (!) e Raul em Clover. Para elas, uma virgem, mais que uma bela produção, precisa ter atitude, não ter vergonha e ter estilo. O autônomo Tiago Leandro, 24, concorda. Vestido de odalisca, ele trouxe mulher, prima e o marido da prima para as Virgens de Tambaú para festejar. “Uma virgem precisa ser animada, descontraída e ser livre”, completou.

Relacionadas