sábado, 23 de fevereiro de 2019
Campina Grande
Compartilhar:

LBV e CORREIO doam alimentos e beneficiam famílias em Campina Grande

Fernanda Figueirêdo / 15 de dezembro de 2018
Foto: Antonio Ronaldo
A Legião da Boa Vontade (LBV) realizou nessa sexta (14) a entrega de 10 toneladas de alimentos em Campina Grande e região. A ONG beneficia mais de mil famílias em todo o estado, entregando 25 toneladas de alimentos na Paraíba. O Sistema Correio de Comunicação é parceiro da iniciativa solidária natalina da LBV, através da Campanha Natal com Amor, que tem o intuito de ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social.

Na sede da LBV em Campina Grande, 140 famílias assistidas pela organização ao longo do ano realizaram apresentações de dança, música e teatro, ocasião em que também puderam confraternizar e receber as cestas básicas. A organização atende 110 crianças e 30 idosos das comunidades Novo Horizonte, Ressurreição, Novo Cruzeiro, Velame, Cruzeiro, Distrito dos Mecânicos e Industrial. A unidade socioeducacional da LBV está localizada na Rua Bráulio Araújo Gusmão, número 402, Distrito Industrial.

“A LBV está em Campina Grande há 48 anos. Também atendemos as famílias de comunidades rurais e quilombolas de Alagoa Grande. A necessidade é diária e nosso trabalho também. Um trabalho de dedicação, de muito amor. As crianças chegam aqui, tomam café, almoçam, participam das oficinas e tudo isso só é possível graças à ajuda da sociedade e dos nossos colaboradores, a exemplo do Sistema Correio de Comunicação”, disse a gestora administrativa da LBV na cidade, Ivonízia Vieira.

As gêmeas Rebeca e Raquel Lameu, 13 anos, dizem que a atividade que mais gostam de participar na LBV é a aula de canto. A irmã mais nova da dupla, RaíssaLameu conta, com orgulho, que as irmãs “levam jeito”. “A gente gosta muito das aulas de canto. Mas também praticamos esportes e participamos das aulas de dança e reciclacem. Hoje é importante porque treinamos o ano inteiro para nos apresentar para quem a gente ama. Sem contar que muita gente que não teria comida suficiente em casa no Natal, pode receber a cesta básica”, afirmou Rebeca, que estava ao lado das irmãs e dos amigos Diogo Ramos e Alana Félix.

Na ocasião, a dona de casa Juliana Costa, 25 anos, falou da importância da ONG na vida do filho. “Alef tem oito anos e participa de tudo aqui na LBV, ele gosta muito e a gente também, porque já se nota que ele está mais educado e aprende coisas novas que normalmente ele nem aprenderia em casa nem na escola”, pontuou.

A LBV Campina Grande funciona de segunda a sexta-feira, proporcionando educação e lazer a crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos, que participam de oficinas de música, esporte, arte, cultura e cidadania ecumênica.

Relacionadas