quinta, 19 de julho de 2018
Política
Compartilhar:

PMDB emite nota negando acordo para retirada de candidatura própria em João Pessoa

Mislene Santos / 07 de julho de 2016
Foto: Divulgação
Em meio aos ‘boatos’ da formação de um possível chapão composto pelo PSD, PSDB e PMDB para fortalecer o projeto de reeleição do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo, o PMDB - que tem o deputado federal Manoel Júnior como pré-candidato a prefeito da Capital - se antecipa e nega que haja um acordo em andamento para a retirada da candidatura própria.

O prefeito Luciano Cartaxo esteve em Brasília nos últimos dias para, oficialmente, tratar de assuntos administrativos, porém a pauta política não teve como ficar de fora. Ele se reuniu com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), o principal defensor e articulador do chapão.

Acompanhado do presidente estadual do PSD, deputado federal Rômulo Gouveia, Cartaxo afirmou que pretendia conversar também com o presidente estadual do PMDB, senador José Maranhão, mas o encontro não foi possível porque o peemedebista estava em São Paulo.

Em entrevista ao programa Correio Debate da 98 FM – Correio Sat, Luciano Cartaxo disse que Brasília seria um lugar propicio para tratar de política. “Sempre deixei claro que começarias as articulações políticas no segundo semestre deste ano, pois o três anos e meio da gestão só tratei de questões administrativas”, declarou o prefeito.

Rômulo Gouveia disse que o período em que Cartaxo passou em Brasília 90% foi para tratar de questões administrativas e que apenas 10% foram dedicados as a política.

Confira a nota do PMDB assinada pelo secretário geral do Diretório Estadual do partido, Antônio de Sousa.

Confira a nota:

O Deputado Manoel Jr, em momento algum, renunciou ou deu ciência ao Diretório Estadual, ou ao seu Presidente Senador José Maranhão, de desistência de sua candidatura a Prefeito da Capital, aprovada pela Executiva Estadual do Partido, em reunião do dia 29/06/2015, conforme Ata. Para o PMDB Estadual ele continua candidato. No PMDB, se viesse a ocorrer desistência, seria convocada a Executiva Estadual, e esta decidiria se indicaria outro (a) candidato (a), ou decidiria por coligação com outro partido. Por isso, não está prevista reunião com candidato ou lideranças de outros partidos, com vistas ao nosso partido indicar vice na Capital. A decisão que prevalece é a da reunião da Executiva Estadual de 29/06/2015, candidatura própria!

Antonio Souza

Executiva Estadual do PMDB.

 

Relacionadas