sábado, 19 de agosto de 2017
Política
Compartilhar:

PMDB decide os rumos que serão tomados para a campanha do próximo ano

Adelson Barbosa dos Santos / 30 de agosto de 2015
Foto: Arquivo
As principais lideranças do partido participam do evento a partir das 9h, no auditório da Associação dos Plantadores de Cana (Asplan), no Centro.

O deputado federal Manoel Júnior, que tem 95% dos diretorianos a seu favor, deve ser eleito presidente do partido. O senador José Maranhão- presidente estadual- confirmou participação.

A reeleição de Manoel Júnior para presidente do PMDB de João Pessoa terá duas consequências diretas. A primeira: a possibilidade do partido ter candidatura própria a prefeito de João Pessoa.

Neste caso, o nome deve ser o de Manoel Júnior, que alimenta o sonho de administrar a Capital desde a campanha de 2004, quando ele desistiu para ser candidato a vice de Ricardo Coutinho (PSB).

A segunda consequência diz respeito à possibilidade do deputado estadual e futuro presidente da Assembleia, Gervásio Maia, deixar o partido. Desde a última quinta-feira que Gervásio Maia tem evitado falar com jornalistas. Ele está muito magoado com Manoel Júnior por causa de um acordo celebrado entre os dois e não cumprido.

O acordo foi, segundo Gervásio, celebrado há dois anos. Pelo que ficou acertado, Manoel Júnior presidiria o PMDB por dois anos e ele por mais dois, a partir de agora.

Apesar de sempre repetir que é partidário, semana passada Gervásio deu uma declaração insinuando que poderia sair do PMDB por falta de espaço para ele na legenda.

Manoel Júnior, de imediato retrucou: “A disputa interna no PMDB de João Pessoa é muito pouco para uma pessoa querer se desfiliar”. Invocando o testemunho de várias lideranças peemedebistas em relação ao acordo firmado com Manoel Júnior, Gervásio afirmou que não sai do processo como mentiroso.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas