Acesso

Política
Compartilhar:

Gervásio e Manoel Júnior ficam frente a frente e decidem quem comandará o PMDB

Adelson Barbosa dos Santos / 13 de julho de 2015
Foto: Arquivo
Os deputados Gervásio Maia (estadual) e Manoel Junior (federal) estarão frente a frente, hoje, para discutir o comando do PMDB e os rumos que o partido deve trilhar nas eleições do próximo ano, em João Pessoa.

Gervásio confirmou que participará da reunião do Diretório Municipal de João Pessoa, convocada por Manoel Júnior. A reunião será na sede estadual do partido. Gervásio disse que vai defender o cumprimento do acordo que ele celebrou com Manoel Júnior há dois anos.

Pelo acordo, Manoel Junior presidiria o PMDB até meados de 2015 (seu mandato está terminando) e Gervásio assumiria pelos próximos dois anos. No entanto, Manoel Júnior diz desconhecer o acordo.

Gervásio afirma que o acordo foi celebrado diante de inúmeras testemunhas. Diante do impasse, a reunião de hoje tem tudo para não ser nada amistosa.

O deputado estadual adiantou que, como Manoel Júnior não quer cumprir o que foi acordado, já pediu ao presidente regional do PMDB, José Maranhão, para avocar para a Executiva Estadual a decisão sobre o assunto.

A queda de braço entre Gervásio Maia e Manoel Júnior ocorre porque os dois têm posicionamentos diferentes sobre os rumos que o partido precisa tomar nas próximas eleições. Manoel Júnior acusa Gervásio que querer colocar o PMDB no esquema do governador Ricardo Coutinho (PSB) pelo fato de o partido ter oficializado apoio ao socialista na campanha pela reeleição.

Gervásio afirma que o PMDB não tem dono e que o a tendência do é seguir o que for decidido pela maioria. Por outro lado, alguns peemedebistas acusam Manoel Junior que querer integrar o PMDB ao ninho tucano, comandado pelo senador Cássio Cunha Lima, que teve o apoio do grupo do deputado federal peemedebista nas últimas eleições para governador.

Manoel Junior pretende discutir hoje a proposta de lançamento de candidatura própria a prefeito de João Pessoa nas eleições do próximo ano. Ele disse não ter dúvidas de que a proposta será aprovada pela maioria dos integrantes do Diretório.

“Não tenho dúvida nenhuma de que a Executiva Municipal do PMDB vai fechar com candidatura própria. Isso é quase uma unanimidade dentro do partido”, disse Manoel Junior. Ele afirmou que, sendo aprovada a tesa da candidatura própria, o PMDB iniciará a discussão sobre alianças com outros partidos para montar uma frente de partidos de oposição.

A Executiva Estadual do PMDB adiou a reunião que estava prevista para a próxima segunda-feira para discutir o encaminhamento da renovação dos diretórios da legenda nos 223 municípios da Paraíba. Segundo o tesoureiro do partido, Antônio Souza, a reunião ficou para uma data a ser definida. Todos os diretórios serão renovados no período de 1º a 30 de agosto por determinação da direção nacional.

Relacionadas