terça, 25 de setembro de 2018
Eleições
Compartilhar:

Geração da propaganda eleitoral será feita por rodízio

Adriana Rodrigues / 18 de julho de 2016
Foto: Assuero Lima
A Justiça Eleitoral definiu na tarde desta segunda-feira (18), os veículos de comunicação que serão responsáveis pela geração do guia eleitoral das eleições deste ano em João Pessoal, que terá início no próximo dia 26 de agosto. Por meio de sorteio, foram definidas as empresas que vão exibir a propaganda eleitoral gratuita para emissoras de rádio e televisão, em forma de rodízio, dividido em cinco períodos, sendo três no 1º turno, e dois no 2º turno.

O sorteio ocorreu no Fórum Eleitoral de João Pessoa, sob a coordenação do juiz da 1ª Zona Eleitoral, responsável pela propaganda de mídia na Capital, José Ferreira Ramos Júnior, com a participação do promotor eleitoral da 1º Zona Eleitoral, José de Farias de Sousa Filho, do chefe do cartório eleitoral, Fernando Henriques de Menezes Filho, de representantes dos veículos de comunicação e de partidos políticos.

Durante a reunião ficou acordado que no primeiro período, correspondente a 26 de agosto a 5 de setembro, que ficará responsável pela geração de mídia será o Sistema Arapuã – TV e Rádio-. Os demais períodos foram sorteados com a seguinte divisão: o Sistema Correio de Comunicação – TV Correio e Rádio 98 FM – será responsável pela geração no período de 6 a 17 de setembro; já o Grupo Cabo Branco – TV e Rádio -, pelo período de 18 a 29 de setembro.

No caso de haver segundo turno, conforme foi definido no sorteio,  no período de 5 a 16 de outubro a geração será feita pela TV Tambaú e pela Rádio Tabajara; e de 17 a 28 de outubro, ficará a cargo da TV Manaíra/Band News FM.

O juiz Ferreira Júnior disse que com a definição das emissoras que serão responsáveis pela geração das mídias para o guia eleitoral se tem o planejamento da eleição no que diz respeito as emissoras de rádio e televisão. O magistrado ressaltou a importância do acordo celebrado, pelo qual foi definido que cada emissora fará um período, para não onerar uma mais do que outras.  “O acordo que fizemos garante que cada emissora fique responsável pela geração por 11 ou 12 dias de propaganda eleitoral”, declarou.

O coordenador da propaganda de mídia na Capital disse que pretende ser o mínimo intervencionista possível na campanha eleitoral deste ano. Para ele, o juiz eleitoral deve interferir o mínimo possível nas eleições, mas apenas mediar. “Como medidor o cuidado que eu vou ter é para que não haja exageros. Esperamos que os candidatos e todos os atores deste processo tenham bom senso e observem as regras eleitorais”, alertou.

Ramos Júnior marcou uma reunião para o próximo dia 17 de agosto, às 9h, na sala de treinamento do Fórum Eleitoral da Capital, para o sorteio da ordem e do tempo de veiculação da propaganda eleitoral entre cada candidatos, partidos e coligações.

Ricardo Ramos, gerente de Marketing do Sistema Correio, destacou a importância da realização do rodízio entre as emissoras, possibilitando que a responsabilidade pela geração do guia seja dividida para todas emissoras. Segundo ele, a geração além de um serviço de utilidade pública, é uma grande função. “A emissoras que são responsáveis tem a grande responsabilidade de fazer com que não haja falhas, e a TV Correio, a Rádio 98 FM, foram escolhidas para gerenciar uma parte deste processo, vai fazer sua parte para assegurar a exibição correta do guia eleitoral”, declarou

A partir do dia 26 de agosto, as emissoras de rádio e televisão deverão transmitir a propaganda eleitoral gratuita para que os candidatos a prefeito e vereador em todo o país possam expor suas propostas. Com a Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015 que alterou a Lei nº 9.504/97), o período da propaganda foi reduzido de 45 para 35 dias. Portanto, o último dia de propaganda no primeiro turno será 29 de setembro.

Relacionadas