segunda, 24 de setembro de 2018
Política
Compartilhar:

Gastos com vinda de Dilma geram polêmica na ALPB

Alexandre Kito / 09 de junho de 2016
Foto: Arquivo
Os deputados da bancada de oposição na Assembleia Legislativa criticaram a possibilidade da Casa está arcando com as despesas da visita da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) a João Pessoa, na próxima quarta-feira. O deputado Bruno Cunha Lima (PSDB) lamentou a realização do evento e criticou o desperdício de dinheiro em um momento de contenção de gastos. O presidente do Poder Legislativo, Adriano Galdino (PSB, negou que tenha qualquer custo para trazer a presidente afastada.

A bancada de oposição ao Governo tem criticado o evento, apesar do requerimento que autoriza a vinda de Dilma Rousseff ter sido aprovado por unanimidade entre os parlamentares. O tucano Bruno Cunha Lima destacou que não há justificativa para a pauta, visto que a Paraíba tem enfrentado sérios problemas com a crise econômica.

"Eu acho um desperdício de tempo. A Paraíba, em si, tem uma pauta prioritária muito mais relevante do que servir de palanque de vez e de voz para a presidente Dilma exercer seu direito de espernear aqui", Bruno Cunha Lima.

Adriano Galdino esclareceu que a Mesa Diretora da Casa está oferecendo as mesmas condições que normalmente dá para a realização de uma sessão especial. Ele explicou que não vai haver maiores estruturas e disse que o local escolhido é público, o que não oferece gastos. O encontro será no Espaço Cultural José Lins do Rêgo e a escolha foi feita porque o Legislativo Estadual espera mais de 10 mil pessoas para participar. A discussão sobre as despesas ganharam proporção após decisão do presidente interino Michel Temer (PMDB), que limitou viagens e número de assessores da presidente afastada.

"A Assembleia não está bancando a viagem de Dilma e nem pode fazer isso. Apenas autorizamos viagens para deputados que saem para representar o Legislativo", Adriano Galdino.

O autor da propositura, Jeová Campos (PSB), afirmou que a Assembleia Legislativa está sendo responsável apenas por garantir a estrutura logística para a vinda de Dilma ao estado. Ele também lamentou que a presidente seja obrigada a vir em avião de carreira. "Ela é convidada pela Assembleia, e claro, que terá a estrutura da Casa Epitácio Pessoa", disse o deputado.

A sessão vai discutir a democracia e o atual momento político que o país enfrenta. A deputada Camila Toscano (PSDB) ressaltou que não terá problemas em participar do encontro e acrescentou que será uma oportunidade para ouvir as justificativas da presidente sobre os possíveis crimes que levaram ao processo de impeachment.

Relacionadas