sábado, 18 de novembro de 2017
Política
Compartilhar:

Galdino dá novo puxão de orelha nos deputados

Mislene Santos / 29 de março de 2016
Foto: Mislene
O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (PSB), deu um novo puxão de orelha nos deputados, nesta terça-feira (29). O motivo: atraso na chegada ao Plenário da Casa, o que, segundo o socialista, tem prejudicado o andamento dos trabalhos legislativos. Ele já avisa ameaçado cortar o ponto dos faltosos.

“Atividade de plenário começa às 9h30 e a obrigação de estar aqui é de todos os deputados”, disse Adriano Galdino em resposta ao deputado Jutay Meneses (PRB) que suscitou a possibilidade de o grande expediente iniciasse às 10h30 e não às 11h como é na atualidade.

Tudo começou quando ao término do pequeno expediente, que foi presidido pelo deputado Branco Mendes (Democratas), não havia quórum para iniciar a votação dos projetos que estavam na ordem do dia. Com isso, Branco tentou suspender a sessão por 10 minutos para que os parlamentares que estavam em seus gabinetes voltassem ao Plenário.

A deputada Daniella Ribeiro (PP) pediu a palavra e sugeriu que o horário do grande expediente voltasse para as 10h30. “É lamentável a gente ver o presidente questionando deputado a deputado para usar a tribuna e não ter inscritos. Com isso, constatamos que não temos oradores até às 11h. Então, porque manter esse horário para o grande expediente?”, questionou a parlamentar.

Ela foi apoiada pelo deputado Ricardo Barbosa e assim que Adriano Galdino assumiu a presidência da sessão tentou abrir o diálogo sobre o assunto. “Eu faço um apelo a Vossa Excelência, já que temos quórum para deliberar, que Vossa Excelência pudesse colocar em votação, nessa própria sessão, o retorno do pequeno expediente para uma hora como era, o retorno do grande expediente para às 10h30 e na sequência a ordem do dia”, disse Barbosa.

Em resposta, Adriano Galdino explicou que não seria necessário mudar nada, porque a resolução que autorizou a mudança de horário prevê que quando não houver mais inscrições para o pequeno expediente pode-se dar sequência a sessão normalmente.

“O que está faltando, me perdoe a franqueza e sinceridade é a presença dos senhores deputados a partir de 9h30 aqui. Está faltando é isso. É isso que está faltando. Que os senhores deputados se acostumem a chegar não de 10h30 e nem de 11h, mas chegar pelo menos de 9h30 aqui na Casa. É isso que está faltando”, disparou Adriano Galdino.

Relacionadas