quarta, 12 de dezembro de 2018
Eleições
Compartilhar:

Segurança é prioridade para o eleitor e candidatos miram no tema

André Gomes / 28 de janeiro de 2018
A maioria dos paraibanos que participou da enquete realizada pelo Jornal Correio da Paraíba, no total de 30,6%, quer que o próximo governador da Paraíba dê prioridade ao combate da violência no Estado. O segundo tema mais votado, com 18,88%, foi a educação. Eles acreditam que ainda é preciso melhorar a qualidade do ensino público ofereço pelo Estado.

A saúde aparece na terceira colocação com um percentual de 15,55% e com 14,38%, os paraibanos acreditam que o próximo governador deve combater a corrupção. A população deseja que o gestor eleito trabalhe com transparência nas suas ações.

Logo após, com 12,7% aparece como prioridade a garantia de reajuste salarial anual aos servidores. Nesse área, o governador Ricardo Coutinho não garantiu a reposição dos salários nos últimos anos do governo.

O abastecimento de água, um dos grandes problemas enfrentados hoje pelos paraibanos, teve a prioridade de 10,86% dos paraibanos. Hoje a população aguarda ansiosa a conclusão das obras da transposição no eixo Norte, responsável por levar água ao alto Sertão.

Para o cientista político Lúcio Flávio Vasconcelos, doutor em história política pela Universidade de São Paulo (USP) e professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a enquete revela muito bem sentimento da população. Para ele, o destaque para a segurança é resultado da violência generalizada que toma conta do Estado.

“As grandes e pequenas cidades estão assoladas por uma onda de criminalidade sem precedentes na nossa história. Sem falar que a zona rural, antes pacífica, agora sofre as ações dos bandidos”, comentou.

De acordo com Lúcio Flávio, quanto ao outros itens destacados, como saúde e educação, percebe-se que continua sendo prioritários, pois a população percebe que, apesar a maciça propaganda por parte do atual governo, essas áreas ainda continuam bastante carentes.

O professor acredita, que as campanhas eleitorais deste ano os temas apontados como prioritários, deverão constar nas pesquisas que serão feitas pelos candidatos com esse mesmo sentido.

Relacionadas