segunda, 19 de fevereiro de 2018
Eleições
Compartilhar:

O que os candidatos pretendem para mobilidade?

Alyf Santos / 06 de setembro de 2016
Foto: Ilustração Correio/José Flávio
O Correio Online dá continuidade a sua série de matérias sobre o que pretendem os candidatos para algumas das principais áreas da administração pública. Nesta terça-feira (06) o assunto é mobilidade urbana. A busca pela mobilidade urbana está sendo fundamental nos planos de governo dos candidatos as prefeitos de João Pessoa e Campina Grande. Os postulantes planejam uma cidade com mais estrutura e eficiência nas políticas dos transportes públicos dando bom acesso e eficiência aos serviços prestados.

Campina Grande

Adriano Galdino (PSB) – Manter e ampliar os investimentos urbanos, com destaque para a mobilidade urbana; ampliar o controle social das políticas urbanas, tanto na ocupação de espaços públicos pela população, quanto pelas instituições; confeccionar um plano diretor, para pensar a cidade de forma ampla, percebendo suas características atuais, sem esquecer o planejamento a longo prazo.

Artur Bolinha (PPS) – Melhorar a qualidade dos serviços de transportes coletivos, estabelecendo metas para redução do fluxo de veículos em direção ao centro; implantar programas de educação de trânsito (faixas de pedestre, redução de velocidade, utilização de equipamentos de segurança para motociclistas, não ingestão de bebida alcoólica para condutores; modernizar a malha viária da cidade através de binários; implantar programa de sinalização de logradouros públicos;

David Lobão (PSOL) – Criar um fórum permanente de debates da política municipal de transportes; criar o passe-livre estudantil; afixar no site da STTP os horários de cada linha para que a população possa denunciar os atrasos; criar e uma linha 0800 para registro e atendimento as reclamações dos cidadãos; afixar nas paradas de ônibus informações sobre horários, rotas, telefone para reclamação, site etc.

Romero Rodrigues (PSDB) – Preparar projeto executivo das ciclovias ou ciclofaixas propostas; implantar programa de BiKe Share (Bicicletas de Aluguel); implantar programa permanente de educação para os ciclistas e de comportamento para respeito aos mesmos pelos demais motorista; reestruturar o sistema de ônibus; preparar ordens de serviço para as empresas operadoras adaptarem suas frotas de acordo com a necessidade de operação; estabelecer pontos estratégicos para localização de Terminais de Transporte Metropolitano.

Veneziano (PMDB) – Retomar o projeto para implantação do VLT (Veículos Leves sobre Trilho), integrado ao sistema de transportes públicos de passageiros; construir Terminais Viários nas Regiões com maior concentração de habitantes; ampliar a pavimentação asfáltica e por paralepípedos para os Bairros mais isolados; urbanizar os canais do Prado e da Avenida Canal, contemplando a construção de ciclovias, além de espaços de convivência (mini praças, por exemplo) e áreas de circulação com ambientação e arborização.

Walter Brito Neto (PEN) – Criar 50 km de ciclo faixa nos principais pontos de locomoção nos bairros da cidade; ampliar faixas exclusivas para os ônibus municipais em todas as principais vias de acesso da cidade; aumentar vias de acesso para deficientes físicos nas principais vias públicas; aumentar paradas de pedestre para deficientes físicos realizarem passagens.

Os prefeitáveis da Capital apontam que é preciso criar soluções para melhorar o gargalo da mobilidade. Em Campina, de acordo com os planos de governo, a mobilidade é um dos pontos mais importantes para os candidatos.

João Pessoa

Cida Ramos (PSB) – Integração das políticas de mobilidade urbana com as políticas de desenvolvimento urbano e setoriais de habitação, saneamento básico, planejamento e gestão do uso do solo e infraestrutura; integração e gestão dos modos e serviços de transporte urbano; integração entre os bairros da malha urbana por diversos modais; priorização de projetos de redes de transporte público coletivo, estruturadores do território e indutores do desenvolvimento urbano integrado;

Luciano Cartaxo (PSD) – A instalação do BRT também irá facilitar a vida dos pessoenses. Por meio desse projeto, serão realizadas modificações estruturais no sistema de transporte público coletivo, envolvendo a construção de cinco corredores de BRT, o Corredor Cruz das Armas, o Corredor Pedro II, o Corredor Epitácio Pessoa, o Corredor 2 de Fevereiro, o Corredor Tancredo Neves, além de cinco Terminais de integração do sistema urbano.

Professor Charliton (PT) – O estabelecimento de um diálogo efetivo e continuado, da participação cidadã e da transparência ativa e publicização das ações; buscará os demais municípios da região metropolitana, buscando soluções integradas entre todos eles; reestruturação e/ou implementação do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana, com seu efetivo funcionamento e representatividade social.

Victor Hugo (PSOL) – acredita que pauta é necessária uma inversão que garanta a ocupação harmônica dos espaços urbanos, observando as prioridades; criação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana.

Relacionadas