sábado, 17 de fevereiro de 2018
Eleições
Compartilhar:

O que os candidatos pretendem para emprego?

Alyf Santos / 16 de setembro de 2016
Foto: Ilustração Correio
O Correio Online mostrou em duas semanas uma série de reportagens ‘o que pretendem os candidatos’ de João Pessoa e Campina Grande. Os postulantes ao executivo municipal ao registrarem sua candidatura junto à Justiça Eleitoral apresentaram um plano de governo, caso eleito executarão seus planos em diversas áreas. Nesta sexta-feira (16), na última reportagem da série, mostraremos o que pretendem fazer para geração de emprego e renda. Sendo que, dos quatro prefeitáveis da Capital, apenas um registrou propostas especificas na área. Em Campina Grande somente dois candidatos mostraram propostas.

Campina Grande

Adriano Galdino (PSB) – Promover a qualificação profissional das mulheres de acordo com as políticas de desenvolvimento, valorizando à sua formação técnica e tecnológica; Construir parcerias com o Governo Federal e com empresas privadas para construir creches nos bairros, facilitando a vida profissional das mulheres; Priorizar nos programas de emprego e renda as mulheres chefes de família; Fomentar a organização de cooperativas e associações de mulheres, como forma de gerar renda; Criar mecanismos municipais de microcrédito e criando condições especiais de acesso para as mulheres chefes de família.

Artur Bolinha (PPS) – Revisar o sistema de apoio aos negócios, com incentivos diferenciados sem função da verticalização em cadeias produtivas ou segmentos estratégicos; Implantar área de Inteligência de Mercado para identificar a atrair novos negócios; Estabelecer, em conjunto com as Universidades e outras Instituições de Ensino Superior, programa de incentivo à fixação de empresas voltadas ao aproveitamento do potencial local de Tecnologias de Informação e Comunicação; Reformar/reestruturar Feira Central e outros equipamentos semelhantes

David Lobão (PSOL) – O candidato não apresentou propostas detalhadas referente à esta área em seu plano de governo apresentado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

Romero Rodrigues (PSDB) – O candidato não apresentou propostas detalhadas referente à esta área em seu plano de governo apresentado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

Veneziano (PMDB) – Aperfeiçoar e ampliar as ações do Centro Público de Trabalho e Renda; Implementar medidas de estímulos fiscais para facilitar a abertura de novas empresas e atração de unidades produtivas e comerciais para a Cidade de Campina Grande, como foi feito com grande êxito e repercussão econômica de 2005 a 2012; Revigorar a áreas destinadas a instalação de indústrias com infraestrutura viária e Logística; Planejar e executar a instalação do Centro de Comercialização Têxtil e Calçadista; Transformar os eventos festivos, religiosos e turísticos da Cidade de Campina Grande em atividades geradoras de emprego e renda.

Walter Brito Neto (PEN) – O candidato não apresentou propostas detalhadas referente à esta área em seu plano de governo apresentado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

João Pessoa

Cida Ramos (PSB) – A candidata não apresentou propostas detalhadas referente à esta área em seu plano de governo apresentado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

Luciano Cartaxo (PSD) – O candidato não apresentou propostas detalhadas referente à esta área em seu plano de governo apresentado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

Professor Charliton (PT) –  Priorizar a economia local -A prefeitura precisa priorizar as compras governamentais dentro da economia local. De igual modo, precisa liderar o processo de qualificação para a oferta de produtos e serviços na cidade. Neste sentido é que devemos pensar a ampliação de uma eficiente política de microcrédito, associada à qualificação dos produtos e serviços a serem ofertados; Economia Criativa-Desenvolvimento da chamada “economia criativa” com destaque para a economia da cultura e outros segmentos, tendo como polo o Centro Histórico; Artesanato –O desenvolvimento do artesanato é outra alternativa econômica especialmente numa cidade em que a atividade turística cresce. É preciso ter uma política  permanente para o fomento da produção dos artesãos, dando perenidade a esta atividade econômica, fugindo do modelo de ações pontuais e isoladas atualmente predominantes.

Victor Hugo (PSOL) – O candidato não apresentou propostas detalhadas referente à esta área em seu plano de governo apresentado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

 

Relacionadas