quinta, 24 de maio de 2018
Eleições
Compartilhar:

Gastos chegam a R$ 183,7 mil em João Pessoa

Alexandre Kito / 10 de setembro de 2016
Foto: Arquivo
O prazo para que os candidatos e coligações enviem a primeira prestação de contas parcial das campanhas municipais à Justiça Eleitoral começou ontem. Antes mesmo do prazo, dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam a movimentação de receitas e despesas dos candidatos.

Na Capital, os gastos dos candidatos a prefeito chegam a R$ 183.751,28. A candidata a prefeita pelo PSB, Cida Ramos, lidera a captação de recursos para o pagamento das despesas eleitorais. O candidato Nabor Wanderley (PMDB), que tenta reverter a impugnação de candidatura no pleito em Patos, teve a segunda maior captação. Diferente da maioria, o dinheiro dele foi doado por outra agremiação – o Partido Progressista. O peemedebista foi o candidato a prefeito a receber a maior doação partidária das eleições municipais até ontem.

A Direção Nacional do PP doou R$ 300 mil para a candidatura de Nabor, e R$ 250 mil para a campanha de Cida Ramos. Mas, somado as doações de pessoas físicas, a socialista é quem mais tem dinheiro para gastar na campanha, até então.

Em João Pessoa, o candidato Charliton Machado (PT) recebeu do seu partido a quantia de R$ 194 mil. Entre os postulantes da Capital, o petista foi quem mais gastou até o momento (R$164,7 mil). Ainda em Patos, o tucano Dinaldinho Wanderley recebeu apoio do partido: R$ 50 mil saíram do fundo partidário do PSDB para a campanha dele, que arrecadou, até agora, R$ 52 mil.

Próprio bolso. Entre os candidatos dos principais colégios eleitorais, segundo o TSE, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) - que vai disputar em Campina Grande - é considerado o postulante mais ‘rico’. Ele investiu na campanha R$ 445 mil do próprio ‘bolso’, além dos R$ 200 mil que recebeu do PMDB. Com quase R$ 700 mil para gastar, ele é o candidato que mais apresentou recursos financeiros para disputar as eleições, não fosse o dinheiro oriundo do próprio candidato.

Os candidatos à reeleição em João Pessoa e Sousa não receberam ainda o apoio financeiro das siglas as quais estão filiados. Luciano Cartaxo (PSD) arrecadou, até agora, um totalde R$ 288.700, enquanto André Gadelha (PSDB) tem apenas R$30.883,00. Nas cidades de Cabedelo, Bayeux, e Santa Rita - todas na Região Metropolitana - apenas o candidato à Prefeitura de Cabedelo pelo Democratas, Fernando Sobrinho, declarou apoio partidário.

Relacionadas