quarta, 13 de dezembro de 2017
Política
Compartilhar:

Com presença de Ricardo Coutinho, posse na Sudene vira ato desagravo em Pernambuco

Recife (Com Folhapress e Secom-PB) / 29 de julho de 2015
Foto: Secom-PB
Políticos do Nordeste transformaram a posse do novo superintendente da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), João Paulo de Lima e Silva, em um ato de desagravo ao governo Dilma Rousseff. O evento ocorreu na tarde de ontem, no Recife. Sem citar diretamente a Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na Petrobras, governadores e deputados aproveitaram seus discursos na cerimônia para enaltecer os governos Lula e Dilma e atacar a oposição. E foram diversas vezes interrompidos por aplausos da plateia.

O governador Ricardo Coutinho (PSB) disse que o Brasil “está presenciando uma tentativa de setores da oposição em fazer com que o país continue parado”, o que, segundo ele, “é ruim para todos”. O PSB se diz independente em relação ao governo, mas Coutinho declarou apoio a Dilma na eleição de 2014. O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), também usou tom conciliador e fez um apelo por união, “parcerias” e “governabilidade”.

Em seu pronunciamento, Ricardo disse que o novo superintendente da Sudene tem a missão de organizar o Nordeste e de abrir caminhos para uma política de desenvolvimento regional através de incentivos fiscais. Ele afirmou ainda que João Paulo sabe da importância da Sudene e acredita que vai conseguir trazer para o órgão importantes apoios de governadores, prefeitos e de segmentos que sabem que o Brasil precisa do Nordeste.

Também participaram o ministro Gilberto Occhi (Integração Nacional), o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), e os vice-governadores da Bahia, João Leão (PP), e do Piauí, Margarete Coelho (PP).

Relacionadas