sexta, 28 de julho de 2017
Política
Compartilhar:

Câmaras de Vereadores ‘abusam’ de comissionados

Jôsi Simão / 08 de agosto de 2015
Mais de 25% dos cargos comissionados das 106 Câmaras Municipais da Paraíba, onde faltam funcionários efetivos, nem deveriam existir. São auxiliares administrativos, de serviços gerais, digitadores, redatores de atas, tesoureiros, vigias, serventes, agentes de limpeza, motoristas, vigilantes, todos comissionados. Segundo a assessoria jurídica do Ministério Público do Estado estas são funções que nem deveriam constar entre os cargos contratados pelo vínculo em comissão.

De acordo com levantamento realizado no sistema Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), pela reportagem do Jornal Correio, a maioria das Câmaras sustenta pelo menos um cargo irregular, o de tesoureiro, que das 10 cidades, apenas duas não comportam essa função. Araçagi acumula 24% do seu total de funcionários, registrados no Sagres, de forma contrária às regras constitucionais.

Leia a matéria completa no caderno de Política do Jornal Correio da Paraíba deste sábado (08). 

Relacionadas