domingo, 20 de maio de 2018
Política
Compartilhar:

Câmara Municipal reprova contas e ex-prefeitos de Juazeirinho ficam inelegíveis

Redação / 03 de Março de 2018
Foto: Arquivo
A Câmara Municipal de Juazeirinho, no Seridó paraibano, reprovaram por 8 votos a 3, as contas prestações de contas dos ex-prefeitos Jonilton Fernandes e Carleusa Marques. Com a decisão, os dois ex-gestores ganham o status de ficha suja e ficam inelegíveis por um período de oito anos. As contas rejeitadas são referentes ao exercício financeiro de 2014. Carleusa e Jonilton foram eleitos em 2012.

Ela assumiu no dia 1º de janeiro de 2013 à luz de vela sob a alegação de que o ex-prefeito Bevilacqua Matias tinha deixado a luz cortada e o caos generalizado na Prefeitura.

Filha do ex-deputado Carlos Dunga e esposa do ex-prefeito Fred Marinheiro- que também está na lista da ficha suja pelas contas de 2008 rejeitadas em 2014-, Carleusa prometeu recuperar Juazeirinho. Mas não aguentou. Renunciou na metade do mandato.

O vice, Jonilton, assumiu e também fez a mesma promessa. Não conseguiu. Tanto que o ex-prefeito Bevilacqua foi eleito em 2016. Mas, em novembro do ano passado, o atual prefeito foi cassado pela Justiça Federal sob a acusação de improbidade administrativa. A cassação se deu em virtude de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal, que teria constatado não prestação de contas de R$ 14 mil do Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE).

A reprovação das contas de Carleusa e Jonilton se deu durante sessão ordinária da Câmara Municipal no último dia 1º. O presidente da Câmara, Cícero Silva (Avante), comandou os trabalhos e proferiu o resultado, encerrando em seguida a sessão.

Escanteados

A decisão da Câmara de Juazeirinho deixou os ex-gestores fora da política local - na condição de candidatos- pelos próximos oito anos. Carleusa já não atua mais politicamente no município.

Relacionadas