quinta, 19 de julho de 2018
Nacional
Compartilhar:

Cerca de 50 deputados já desistiram de falar para garantir votação no domingo

Agência Câmara / 16 de abril de 2016
Foto: Divulgação
Para abreviar o tempo de discursos e garantir que a votação do parecer que pede abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff comece na tarde deste domingo, cerca de 50 deputados já desistiram de falar nos debates. A informação é da Secretaria-Geral da Mesa.

Na sexta-feira, 249 deputados se inscreveram para falar: 170 favoráveis e 79 contrários.

Relatório

O Plenário discute o parecer que determina a abertura de processo de crime de responsabilidade contra a presidente.

Contra ela, pesam a abertura de créditos suplementares por decreto presidencial, sem autorização do Congresso Nacional; e o adiamento de repasses para o custeio do Plano Safra, obrigando o Banco do Brasil a pagar benefícios sociais com recursos próprios - o que ficou conhecido como "pedalada fiscal".

Rito

Cabe à Câmara dos Deputados autorizar, ou não, a abertura de processo de impeachment contra a presidente. Essa decisão depende do aval de 342 votos favoráveis, dois terços da composição da Câmara dos Deputados. Se o processo for aberto, o Senado será responsável por julgar a presidente Dilma.

Relacionadas