segunda, 16 de outubro de 2017
Geral
Compartilhar:

Viaduto que liga bairros do Centro e Varadouro precisa de uma faxina

Aline Martins / 09 de julho de 2015
Foto: Assuero Lima
Sujeira, pichações e muito mato nas paredes e no entorno. É assim que se encontra uma das principais ligações entre os bairros do Centro e do Varadouro ou a parte nova e antiga de João Pessoa, o viaduto Dorgival Terceiro Neto, construído em 1978. Quem passa ou trabalha nas imediações percebe não só a desvalorização, mas também o abandono em que se encontra o espaço. Nas laterais do viaduto há escadarias cheias de mato e lixo e que também servem de esconderijo de criminosos e ponto de tráfico de drogas. Essa situação amedronta quem precisa passar constantemente na área.

Em uma das laterais, além do lixo, um buraco de uma ‘boca de lobo’ está aberto. É possível encontrar, inclusive, cartões de créditos jogados, o que mostra que o espaço serve de fuja de assaltantes.

O desenhista Manoel Medeiros, 61, disse que a Prefeitura faz a limpeza no local, mas que não é com frequência. “Parece que só limpam de seis em seis meses e por isso o mato cresce muito. Já vi vários assaltos por aqui”, observou. Já o publicitário Wilson Figueiredo, 57, acredita que é necessário valorizar o espaço. “É uma parte histórica da nossa cidade que está abandonada”.

Medo

No local há uma escola técnica e uma das diretoras, Maria Martins, contou que é frequente o número de assaltos. “Eles se escondem nas árvores e quando as alunas vão se aproximando, eles abordam e roubam tudo delas. Aqui está horrível. Muitos desistiram de estudar aqui porque é inseguro”.

Limpeza

Segundo o diretor do Departamento de Remoção de Resíduos Sólidos, Varrição e Coleta da Emlur, Antônio Araújo, a limpeza, capinação, pintura e lavagem dos azulejos está programada para acontecer entre o final deste mês e início de agosto. A última foi realizada em janeiro.

Relacionadas