sexta, 18 de agosto de 2017
Paraíba
Compartilhar:

Veto do Tesouro a empréstimos internacionais não deve atingir os cofres da Paraíba

Nice Almeida / 17 de agosto de 2015
Foto: Arquivo
A notícia é aparentemente negativa. A Secretaria do Tesouro Nacional vetou, na última sexta-feira (14), os novos empréstimos feitos pelos governos estaduais e municipais a organismos internacionais como Banco Mundial Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Contudo, o secretário do Estado de Planejamento, Orçamento, Gestão e Finanças, Tárcio Pessoa, garantiu que a medida não irá atingir os cofres da Paraíba.

Isso porque, de acordo com o secretário, o Estado vive em um momento de equilíbrio fiscal que o deixa fora da mira do governo federal. "Já tínhamos a informação de que haveria a retirada de pauta para a construção de indicadores subjetivos de equilíbrio fiscal. Isso favorece a Paraíba porque estamos bem equilibrados", assegurou Tárcio Pessoa.

A medida adotada pelo governo federal tem como base vários fatores econômicos, como encarecimento de algumas linhas de crédito, o que fez o Tesouro passar um verdadeiro pente-fino nas informações sobre o endividamento dos governos regionais, seus riscos, sua capacidade de afetar o resultado primário e o próprio equilíbrio fiscal do país.

"Já era esperada essa posição da Secretaria do Tesouro Nacional. O problema dos empréstimos é que,  apesar de serem recursos externos, as operações de crédito passam a ser contabilizadas como despesas no cálculo do resultado primário do governo federal", explicou o secretário Tárcio Pessoa.

Relacionadas