terça, 25 de julho de 2017
Paraíba
Compartilhar:

‘Mandarim’: acusados vão responder, por sonegação e lavagem de dinheiro

05 de agosto de 2015
 

Apesar de nenhuma prisão, os investigados na Operação Mandarim deflagrada nessa terça-feira (04), responderão, pelos crimes de contrabando, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. De acordo com a Polícia Federal, Ministério Público Estadual e Federa, uma empresa hoteleira, de nome não divulgado, era responsável pelo transporte, via Paraguai, de contrabando de produtos da China vindos para uma rede de lojas do comércio de João Pessoa.

A operação cumpriu nove mandados de prisão em seis lojas, duas residências e um escritório de contabilidade de duas famílias diferentes, cujos nomes não foram revelados.

Participam da operação, denominada Mandarim, em função da origem chinesa dos produtos em descaminho e dos proprietários das lojas, cerca de 60 policiais federais, 20 servidores da Receita Federal e seis do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial da Paraíba (IMEQ-PB).

A matéria completa no Jornal do Correio da Paraíba desta quarta-feira. 

Relacionadas