terça, 25 de setembro de 2018
Paraíba
Compartilhar:

MPT leva campanha contra trabalho infantil ao Sertão

Henriqueta Santiago e Maryjane Costa (Especial para o Correio) / 17 de junho de 2016
Foto: Divulgação
Depois de ser lançada em João Pessoa, Campina Grande e receber a adesão de artistas, cantores e autoridades, será a vez do Sertão receber a campanha contra a exploração infantil. Ela será lançada em Patos na próxima terça-feira, dia da abertura do São João da cidade, que tem uma das principais festas juninas do Nordeste.

O lançamento acontecerá na Praça Edvaldo Mota, às 9h, em parceria com a Prefeitura Municipal, que já está com uma ação para coibir o trabalho infantil e a exploração sexual durante os festejos juninos, com o lema ‘Brinque as festas juninas sem brincar com os direitos das crianças e dos adolescentes’.

“Extremamente relevante é a atuação das instituições no combate à exploração do trabalho infantil, especialente em suas piores formas, como nas situações de exploração sexual”, ressaltou a procuradora do Trabalho Marcela Asfóra.

Adesão. Com o slogan “O trabalho infantil não dignifica ninguém”, a campanha do MPT-PB já ganhou projeção nacional. Atrizes como Bete Mendes e Cristina Pereira, a ministra do Tribunal Superior do Trabalho Katia Magalhães Arruda, o jogador da Seleção Brasileira de Futebol, Hulk, além dos cantores Gabriel Diniz, Amazan, Capilé e tantos outros já vestiram a camisa da campanha.

A campanha é realizada pelo Ministério Público do Trabalho, em parceria com a Casa Pequeno Davi e a ONG Concern Universal. Foi idealizada pelo procurador do Trabalho Eduardo Varandas e desenvolvida pela Tag Zag.

Ação no interior. Em Campina Grande, a ação é coordenada pelo procurador Raulino Maracajá, em parceria com a Prefeitura Municipal. Artistas gravaram vídeos, que estão sendo exibidos no Parque do Povo. Já em Patos e região, as ações estão sob a coordenação da procuradora Marcela Asfóra.

Relacionadas