segunda, 16 de outubro de 2017
Paraíba
Compartilhar:

Guarda Municipal só está presente em 35 municípios, revela pesquisa IBGE

Nice Almeida / 27 de agosto de 2015
Foto: Arquivo
Com um efetivo de apenas um policial militar para 423 habitantes, alguns municípios paraibanos acabam recorrendo a criação de guardas municipais para fazer a segurança. Entretanto, ainda são poucas as localidades que contam com um contingente próprio. De acordo com o Perfil dos Municípios, divulgado nessa quarta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 35 cidades possuem guarda municipal, o que representa 15,69% do total.

Apesar disso, o número já é 66,7% com relação ao ano de 2006 quando o Perfil dos Municípios trouxe a realidade da guarda municipal na Paraíba. Na época eram 21 municípios com contingente próprio de segurança, ou 9,4%.

Somados, atualmente são 2.126 'soldados' ao todo espalhados pelo Estado, o dobro do existente em 2006, quando eram 1.396. Em 2014, conforme o levantamento, eram 1.889 homens e 237 mulheres. Nove anos atrás a guarda municipal espalhada pela Paraíba contava com 1.312 homens e 84 mulheres.

gráfico_guarda2

Tipo de atividade exercida

Engana-se, porém, quem acha que a função principal desses guardas é garantir a proteção do cidadão. Segundo o Munic (pesquisa do IBGE), em apenas oito dos 35 municípios os 'seguranças' atuam no atendimento de ocorrências policiais. Em dez cidades eles auxiliam a Polícia Militar e somente em 11 ajudam a Polícia Civil. Na maioria dos casos eles trabalham para segurança ou proteção do prefeito ou outras autoridades (13); proteção de bens, serviços e instalações de prédios do município (33).

O lado positivo é que em 20 localidades eles fazem ronda nas escolas; em 18 fazem patrulhamento ostensivo a pé, de moto ou à cavalo; em 12 auxiliam no ordenamento do trânsito; em 12 atuam no controle e fiscalização do comércio ambulante; e, em 21 trabalham em ações educativas junto à população.

Armas usadas

Na Paraíba, em apenas um município a guarda municipal trabalha utilizando arma de fogo, de acordo com o IBGE. Em onze localidades eles usam armas não letais; em um são armas não letais e de fogo; e, em 22 não é utilizada nenhuma arma.

Os salários

Em mais da metade dos municípios (51,42%) os guardas municipais recebem somente um salário mínimo. E, em 16 cidades, a faixa salarial fica entre mais de um até três salários mínimos.

Relacionadas