domingo, 18 de fevereiro de 2018
Paraíba
Compartilhar:

Com aventura e arte, Caminhos do Frio chega a cidade de Bananeiras

Ellyka Akemy / 07 de agosto de 2016
Foto: Divulgação
Bananeiras, localizada a 139 km da Capital paraibana, será a sexta cidade a receber a Rota Cultural Caminhos do Frio este ano. A partir de amanhã até o próximo domingo, moradores e turistas terão acesso a uma vasta programação cultural, que tem como tema “Aventura e Arte na Serra”. Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Bananeiras, Eduardo Guimarães, a expectativa é de que a cidade receba 15 mil turistas durante o final de semana do evento.

O aplicativo dos Caminhos do Frio, disponível gratuitamente para android, destaca Bananeiras como a cidade das ladeiras, dos sobrados e dos chalés. Os traços da Arquitetura do início do século XIX estão presentes nos prédios do antigo Colégio das Dorotéias (Carmelo), da Igreja de Nossa Senhora do Livramento, da capela de São Sebastião e dos Correios e Telégrafos.

Além desses, a cidade tem como pontos turísticos o Museu de Simeão Cananea, o Cruzeiro de Roma, a antiga Estação Ferroviária, a Cachoeira do Roncador e a Lagoa do Encanto. Localizada na Serra da Borborema, a 526 metros de altitude, Bananeiras possui um clima úmido, com temperatura média de 10º C no inverno. Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec), durante os dias em que a rota cultural estiver na cidade, a temperatura mínima será de 18ºC.

Gastronomia tem sido um diferencial

 

Bananeiras é um município paraibano que também se destaca por sua excelente gastronomia. Quem visitar a cidade tem que provar a iguaria local, como a tradicional peteca, que é um bolo feito de banana e servido com uma bola de sorvete - o petit gateau bananeirense.

Em breve, o prato será incluído na lista do patrimônio imaterial do município. Ele é servido no Terraço Liboa, um empreendimento comercial que recebe centenas de clientes nos finais de semana. A culinária regional também está presente nos principais restaurantes da cidade.

A economista Zélia Almeida, especialista em Crescimento Econômico, ressaltou que Bananeiras tem sido um diferencial em meio à crise, pois a cidade tem experimentado um grande desenvolvimento econômico nesses últimos anos.

Apresentação de talentos locais

Embora a sexta, o sábado e o domingo sejam os dias em que a cidade deverá receber mais turistas, a programação semanal está bastante atrativa, com destaque para a cultura local. A partir da segunda, haverá apresentações de talentos da terra, como grupos de dança e teatro. De segunda a sexta serão oferecidas diversas oficinas, entre elas, de técnicas circenses, curta-metragem, criação artística e literatura corporal.

Na quinta, acontecerá o “Serenatiando” - uma serenata pelos caminhos históricos de Bananeiras. Um dos destaques da sexta-feira é a “Manhã Verde”, que pretende despertar a consciência ecológica dos participantes, principalmente das crianças, com a plantação de mudas de árvores. Nesse mesmo dia, o por do sol poderá ser apreciado do pátio da Escola Municipal Professora Emília de Oliveira Neves (antigo Colégio das Dorotéias). Em seguida, no auditório da instituição, será aberto o Encontro Literário.

Na sexta e no sábado, estão previstas apresentações de músicos no palco principal, montado na Praça Castro Pinto. A rota cultural em Bananeiras será encerrada com o V Pedal do Frio, no domingo, a partir das 7h, com concentração na Praça Epitácio Pessoa. A programação completa pode ser acessada pelo site www.caminhosdofrio.com.br ou pelo aplicativo “Caminhos do Frio”, disponível no Google Play.

Relacionadas