terça, 17 de outubro de 2017
Geral
Compartilhar:

Juros ficam a 1,25% por mais tempo

Folhapress/Belo Horizonte / 22 de agosto de 2015
A possibilidade de a inflação chegar à meta de 4,5% no fim de 2016 está se fortalecendo, mas, para tanto, a taxa básica de juros será mantida em 14,25%, informou o BC.

A perspectiva é de que a taxa Selic continue no patamar atual por período “suficientemente prolongado” e que a política monetária fique “vigilante” no que tange a desvios significativos na projeção de inflação em relação à meta, segundo o diretor de Política Econômica do BC, Luiz Awazu Pereira.

As informações constam do Boletim Regional do trimestre, divulgado em Belo Horizonte ontem.

A Selic teve sua última alta consecutiva no fim de junho, quando chegou ao maior patamar em nove anos, o mesmo de agosto de 2006.

Awazu pediu “muita calma e sangue frio” até que o ajuste fiscal comece a produzir efeitos. Para isso, disse, a política monetária terá “viés conservador por tempo prolongado”.

Leia mais na edição deste sábado do Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas