domingo, 20 de agosto de 2017
História
Compartilhar:

430 anos de política e João Pessoa agora ganha novos líderes

Adelson Barbosa dos Santos / 05 de agosto de 2015
Foto: Nalva Figueiredo
João Pessoa, 5 de agosto do ano 2000. Naquela data, a Capital da Paraíba completava 415 anos. O prefeito era Cícero Lucena, eleito em 1996. Assumiu o mandato no dia 1º de janeiro de 1997 e fez a festa da virada do século, no réveillon que proporcionou os primeiros raios solares do ano 2000 no Brasil.

Depois, Cícero foi prefeito mais uma vez e encerrou o mandato em 2005. Em 2006, se elegeu senador pelo PSDB, mandato encerrado em fevereiro deste ano.

Nos primeiros 15 anos do novo milênio, a Capital da Paraíba vivenciou um boom desenvolvimentista na construção civil, no comércio, no turismo, na educação, na indústria e na prestação de serviços, entre outras áreas.

Na política, a cidade perdeu a influência do caciquismo e apenas o senador José Maranhão, aos 81 anos de idade, ainda exerce certa influência partidária com reflexos nas campanhas eleitorais, devido ao papel de prefeito que exerceu quando foi governador por três ocasiões.

Os políticos de sua geração estão quase todos fora de combate e não influem nem contribuem nas decisões políticas tomadas na Capital.

Hoje, as regras da política pessoense passam pelas mentes de lideranças que se fizeram por aqui como o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o prefeito Luciano Cartaxo (PT).

Outras lideranças tentam se impor na política local, como o vice-prefeito Nonato Bandeira (PPS), o ex-deputado federal Ruy Carneiro (PSDB), os deputados Manoel Junior (PMDB), Trócolli Júnior (PMDB), Gervásio Maia (PMDB), Anísio Maia (PT), Estela Bezerra (PSB) e João Gonçalves (PSD), os vereadores Durval Ferreira (PP), Raissa Lacerda (PSD), Lucas de Brito (DEM) e Raoni Mendes (PDT) e Benilton Lucena, entre outros vereadores que exercem atuação positiva seja na situação ou na oposição.

Leia a matéria completa no Jornal Correio da Paraíba

Relacionadas