terça, 17 de julho de 2018
Geral
Compartilhar:

Centenário do desembargador Pereira Diniz será comemorado nesta quinta-feira

Kubitschek Pinheiro / 17 de abril de 2018
Foto: Divulgação
Dentro da programação da Agenda Cultural do Tribunal de Justiça da Paraíba, será comemorado, nesta quinta-feira (19), às 17h, o centenário de nascimento do desembargador Luiz Pereira Diniz, que foi presidente do TJPB de 1981 a 1983. A solenidade acontecerá na sala de sessões do Pleno. O presidente do TJ, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, fará a abertura do evento, oportunidade na qual fará a entrega de uma placa comemorativa à senhora Maria do Carmo Oliveira Pereira Diniz, viúva do homenageado.

Caberá a Almira Pereira Diniz, filha do desembargador, proferir discurso de agradecimento em nome da família. “Vemos essa homenagem com muito orgulho e estamos agradecidos pelo reconhecimento do Tribunal de Justiça da Paraíba. Vou fazer, no meu discurso, um pequeno resumo da vida de meu pai, seu trabalho e os cargos que exerceu”, comentou a filha Almira Diniz

Aspectos do perfil do magistrado Pereira Diniz também foram revelados pela filha Leonôra Diniz. “Nosso pai era extremamente carinhoso, nos orientava sobre a vida, sobre o respeito com o próximo, o amor a Deus e aos familiares. Nos conduziu aos prazeres da leitura, era um pai sempre presente em nossas vidas, como, também na vida dos netos. Essa homenagem do Tribunal é muito justa, por ele ter sido um cidadão muito correto e cumpridor dos seus deveres”, disse Leonôra Diniz.

A programação da Agenda Cultural foi proposta pela Comissão de Cultura e Memória do Poder Judiciário estadual, que tem à frente o desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque.

Histórico – Nascido em Alagoa Nova a 14 de abril de 1918, filho de Manoel Pereira Costa e Josefa Diniz Pereira da Costa. Bacharel em Direito pela Faculdade do Recife, colou grau em 1944. Iniciou suas atividades públicas como funcionário do Banco do Brasil, passando depois a exercer o cargo de advogado daquela instituição.

Militou ativamente no Fórum de Campina Grande, onde desenvolveu atividades no magistério superior, como professor de Política Social da Faculdade de Serviço Social daquela cidade. Foi professor titular das disciplinas “Moeda e Bancos”, da Universidade Federal da Paraíba, e de Direito Comercial, da Faculdade de Direito de Campina Grande

Ingressou na magistratura indicado em lista tríplice pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), e foi nomeado para desembargador a 23 de maio de 1973. Quando presidiu o Tribunal, no início da década de 1980, assumiu o Governo do Estado de 29 de outubro a 4 de novembro de 1982.

O desembargador Pereira Diniz foi casado com Maria do Carmo Oliveira Pereira Diniz e faleceu em Campina Grande, em setembro de 2010. As filhas lhes deram nove netos e onze bisnetos.

Relacionadas