quinta, 19 de outubro de 2017
Brasil
Compartilhar:

Inadimplência: 57 milhões já estão na lista do SPC e Câmara de Dirigentes Lojistas

Érico Fabres / 12 de agosto de 2015
Foto: Divulgação
Dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) - Brasil - e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estimam que 57 milhões de consumidores estejam inadimplentes no país. Esse é o pior resultado semestral dos últimos três anos, mostrando um aumento de 4,47% em julho em relação com o mesmo mês do ano passado. Já o número de dívidas em atraso teve uma variação positiva de 4,99%, também na comparação anual. O Nordeste ainda apresenta o segundo pior índice anual, de 3,90%, porém foi a única região onde houve recuo: 0,55%.

Os dados apurados também voltaram a piorar em julho nas variações mensais para as demais regiões em relação a junho. Após registrar uma queda no número de dívidas no mês anterior, o indicador avançou 0,07%. Já o número de devedores em atraso, que havia registrado estabilidade em junho, aumentou para 0,38% em julho.

De acordo com o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, os dados anuais mostram que o crescimento dos números da inadimplência tem acelerado desde o início de 2014. “Esta estimativa, de 57 milhões de devedores, inclui não somente os atrasos em empréstimos bancários, mas também contas de serviços e pagamentos ao comércio”, diz.

Segundo o presidente da CNDL, a maior taxa de desemprego, o endividamento das famílias e as taxas de juros mais altas fazem com que os impactos de uma inadimplência em alta sejam muito mais preocupantes para a economia. “O alento fica no fato de que a maior dificuldade no acesso ao crédito age como um limitador do crescimento da inadimplência em todo o país. Com menos contas a pagar, há um limite para o crescimento dos números de inadimplência”, analisa Pinheiro.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba

Relacionadas