segunda, 24 de setembro de 2018
Geral
Compartilhar:

Boqueirão tem limite para retirada de água determinado pela Agência Nacional

Giovannia Brito / 11 de maio de 2016
Foto: Antônio Ronaldo
A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) só poderá retirar mais 20 milhões de metros cúbicos de água do açude Epitácio Pessoa para abastecer Campina Grande e outras 18 cidades. Essa limitação é uma imposição da Agência Nacional de Águas (ANA). O Boqueirão está atualmente com 40.145.808 milhões, o equivalente a 9,8% de sua capacidade total. A Cagepa garante que mesmo assim, o abastecimento estaria garantido até o próximo mês de janeiro.

O gerente do escritório local da Companhia, Ronaldo Meneses, explicou que essa restrição da ANA foi estabelecida por conta de um possível comprometimento da qualidade da água com a queda do nível do reservatório. “Na resolução 960/2015 da Agência estabelece que a utilização das águas do Boqueirão se dê até que ele atinja de 4,8% a 5% do seu nível, o correspondente a 20 milhões. Nesse documento, os técnicos fizeram uma previsão de que chegando a esse patamar, a água poderia não ter a mesma qualidade”, disse.

Ele revelou que esses números da resolução poderão ser reavaliados. “Essa foi uma avaliação da ANA feita no ano passado. Agora em junho será feita uma nova análise pelos técnicos, que tanto pode ser confirmada, como alterada”, declarou.

O gerente garantiu que as águas do Boqueirão são avaliadas constantemente para averiguar a qualidade. “É natural que com a diminuição do nível, as características da água caiam. A água do açude sempre teve um alto teor de sais e com o nível baixando isso tem aumentado. No entanto, quando a água não puder mais ser distribuída, por ter risco de danos à saúde pública, a Cagepa vai informar até porque ela poderá responder judicialmente”, declarou.

A reportagem do Jornal Correio da Paraíba entrou em contato com a ANA, mas até o fechamento da edição, não recebeu o retorno.

 

Leia Mais

Relacionadas