segunda, 18 de junho de 2018
Natação
Compartilhar:

Kaio Márcio conquista índice e vê no Rio 2016 a chance de retomar a sua melhor forma

Raniery Soares / 24 de abril de 2016
Foto: SATIRO SODRÉ / SSPRESS
Chegaram a pensar que Kaio Márcio havia sumido das piscinas, mas erraram. Preparado para ser um atleta de alto rendimento desde a infância, tudo que o paraibano sonhava era ter um tempo único e exclusivo para a vida pessoal. Contudo, uma coisa era certa: ele trabalhava silenciosamente nos bastidores para conquistar exatamente a tão sonhada vaga para a sua quarta (e quem sabe a mais importante) Olimpíada, a Rio 2016.

Após uma tentativa sem sucesso, Kaio conseguiu na última semana, durante o Troféu Maria Lenk de Natação alçancar o índice necessário para garantir o paraibano na competição mundial deste ano.

A conquista vem verdadeiramente como um ressurgimento, visto que o atleta de 31 anos chegou a se afastar do esporte não só para descansar, mas também por causa de uma cirurgia no ombro e neste meio tempo o seu nome até circulou nos bastidores da política como um possível candidato à deputado federal.

A inspiração para o retorno às águas vem de alguém que já esteve duelando lado a lado com o paraibano: o norte-americano Michael Phelps, que também teve um afastamento do esporte.

“Phelps quando decidiu voltar, veio até melhor. O meu objetivo é esse: quero conseguir os melhores resultados depois desta pausa, se não, que venham as minhas melhores marcas”, declarou.

Contudo, competir novamente em casa é algo que Kaio sempre sonhou, afinal em 2007, durante o Pan-Americano do Rio de Janeiro, o nadador paraibano teve um dos anos mais brilhantes da sua carreira. Sobre a ‘parada’, ele preferiu falar apenas dos motivos que o fizeram voltar.

“Dei um tempo para realmente seguir o que estava no meu coração. E era nadar as Olimpíadas de 2016 aqui, no Brasil. Eu já tive experiência de nadar em casa [Rio-2007], e foi algo único. Então sei que Rio-2016 vai ser algo único também. Por toda a minha vida fui nadador e atleta, seria um presente nadar e estar aqui, e por isso eu decidi voltar”, afirmou.

Kaio já teve o recorde mundial dos 50m borboleta (fez 22s60 em 2005) e ainda é dono da melhor marca sul-americana dos 100m borboleta (49s44, em 2009). Mas sua especialidade é a prova dos 200m borboleta: ele já quebrou o recorde mundial desta prova como o tempo de 1min49s11, em 2009.

No Troféu Maria Lenk, palco da conquista recente, o paraibano registrou o tempo de 1min56s40 nos 200 m borboleta e, por ora, está classificado para os Jogos do Rio, em agosto, já que a marca mínima estabelecida como índice é 1min56s97.

Antes dele, outro brasileiro havia garantido o índice para a mesma prova: o jovem Leonardo de Deus, que vem se destacando como um dos importantes nomes da natação brasileira atualmente.

De olho no grande desafio que terá pela frente, Kaio Márcio já tem em mente que precisa melhorar o seu tempo, mas adiantou que o fato de ter competido no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, no Rio, já foi um ‘ensaio de luxo’ para agosto.

“Tem uma sobrazinha para melhorar o tempo. No Maria Lenk já deu para sentir como será a Olimpíada aqui em casa, então vamos continuar firmes”, finalizou.

Leia Mais

Relacionadas